Celebridade  
Divulgação’/ Rede Globo
A órfã Maria Helena, personagem de Isabela Garcia, foi um dos
mais importantes papéis da novela Água Viva, de 1980. Atualmente com 37 anos (abaixo) e casada com o diretor Carlos Thiré, a atriz está grávida de quatro meses
e espera filhos gêmeos
Divulgação
• • •

Enviar para um amigo
Leia colunas anteriores

Isabela Garcia

Em 1980, Isabela Garcia fez aquele que seria um dos papéis mais marcantes de sua carreira: aos 12 anos de idade, ela viveu Maria Helena, a pequena órfã da novela Água Viva. A menina morava em uma instituição e tinha como única amiga a assistente social Suely, personagem de Ângela Leal. “Lembro bastante das pessoas do elenco, do Roberto Talma, um diretor que eu amo, e do Orfanato Romão Duarte, onde gravávamos”, diz Isabela, que também guarda na memória os bastidores de uma cena realizada em Ipanema ao lado de Tônia Carrero, que interpretava a milionária Stella Simpson. “Num intervalo, ela me levou a uma loja e falou que eu escolhesse um presente. Na época, eu era doida por patinação. Ia todos os fins de semana a uma pista e não tinha patins, então...”, interrompe a atriz, antes de arrematar, como se revivesse a emoção daquele momento: “Foi maravilhoso!”

Quatro anos depois, quando a novela passou no Vale a Pena Ver de Novo, ela teve a real dimensão da repercussão do drama de Maria Helena. “Lembro das pessoas com pena porque eu era órfã.” O contato com o público foi constante na vida de Isabela, que estreou na Globo em 1976 e continua no ar até hoje. Depois do sucesso da sacoleira Eliete, em Celebridade, ela se preparava para atuar em Como uma Onda, próxima trama das seis, quando descobriu que está grávida de gêmeos. Mas a mãe de João Pedro, 17, e Gabriela, 12, não pensa em ficar
muito tempo longe das telas. “Assim que terminar minha licença,
espero estar prontíssima para voltar.”.