Veja também outros sites:
 
   
Reportagens

Enviar para um amigo

Música
Canto sexy
Atração da festa dos 50 mais sexy, que comemora o quinto aniversário de Gente, Danni Carlos já vendeu 150 mil discos e é estrela de musical

“Darei preferência às músicas mais animadas”, adianta Danni,
que cantará na festa de Gente sucessos como “Kiss”, de Prince

Carla Felícia
foto: Leandro Pimentel

Cabelos louros, quase brancos, cuidadosamente desalinhados. Enormes botas de couro dão ainda mais imponência a seu porte atlético. O violão preto completa o visual meio Sharon Stone, meio Courtney Love. Aos 29 anos, Danni Carlos chama atenção à primeira vista. Assim como seu talento musical. O CD de estréia da cantora, Rock´n Road Acústico, vendeu mais de 100 mil cópias desde que foi lançado, há um ano e meio, e lhe rendeu um disco de ouro duplo. O sucesso se repete agora com o segundo álbum, Rock´n Road Again, também com releituras de sucessos em inglês. Há seis meses nas lojas, já atingiu 50 mil cópias vendidas. “Não esperava isso tudo”, comemora ela. “O que mais me impressiona é que este era um projeto despretensioso, que não teve mídia, nem rádio.”

Graças ao boca-a-boca, Danni agora faz cerca de dez shows por mês pelo Brasil. “Ela é uma grata surpresa para a gravadora”, afirma Adriana Ramos, gerente de marketing estratégico da BMG. “O segundo disco sedimentou sua carreira, imprimindo uma característica mais própria.” Agora, a cantora se prepara para ser a grande atração da festa de lançamento da edição do 5º aniversário de Gente – Os 25 Homens e as 25 Mulheres mais Sexy do Brasil, na segunda-feira 30, no Oggi, em São Paulo. No palco, ela vai misturar o repertório dos dois discos. “Darei preferência às músicas mais animadas”, adianta Danni, destacando “I Was Born to Love You”, de Freddie Mercury, “Kiss”, de Prince, e “Sweet Child o’mine”, do Guns n’ Roses.

A apresentação antecede um momento importante de sua carreira: na quarta-feira 15, a cantora se apresenta pela primeira vez no Canecão, no Rio. A direção do espetáculo será de Charles Möeller, que dirige Danni no musical Cristal Bacharach, em cartaz no Rio. Ela também é atriz, com uma novela – Agora É Que São Elas – e cinco peças no currículo. “Danni é uma das artistas mais completas dessa geração”, elogia o diretor, que, fã de
seus discos, chamou a cantora para um teste. “Além de bonita, tem um estilo próprio de cantar e é excelente atriz. Faz tudo muito bem, mas não é bicho solto. Caso raro de profissional que alia emoção ao domínio."
Comente esta matéria