Veja também outros sites:
 
   
Diversão & arte - Livros
Divulgação
Drauzio Varella: histórias
sobre doentes que se
vêem diante da morte
Divulgação

Leia também

Cinema
Exposição
Internet
Música
Teatro
Televisão

Memórias
Por um Fio
Drauzio Varella volta a narrar suas experiências profissionais de forma delicada e humana

Mariane Monzillo

 

Refletir sobre a morte é algo que a maioria de nós evita ou tenta evitar. Mas para alguns isso não é possível, pois ela está diante dos olhos diariamente e impregna o pensamento e a alma. É o caso do Dr. Drauzio Varella, que há mais de 30 anos cuida de doentes graves, com câncer ou aids.

Depois de virar best-seller e celebridade com Estação Caran-
diru
, o médico volta a relatar em livro algumas de suas experiências profissionais. Em Por um Fio (Companhia das Letras, 224 págs., R$ 32), os cenários não são celas, pátios e solitárias, mas hospitais, salas de cirurgia e pronto-socorros. Drauzio conta histórias de pacientes que se vêem à beira do
fim e como lidam com essa inexorabilidade. Narra casos que podem ser encarados como milagrosos e outros extremamente tristes. Mostra reações de doentes e familiares que vão do inconformismo à serenidade. E, principalmente, relata episódios de mudanças radicais na maneira de encarar a vida quando tomam consciência da fragilidade dela.

Não é preciso ser o mais sensível dos leitores para se debulhar em lágrimas diante de narrativas como a de Seu Vitorino, que faleceu assistido pela esposa e duas filhas, extremamente dedicadas a ele, ou quando o escritor conta como foi sentir na própria pele a perda de um parente próximo.

O melhor consolo para esse tema tão difícil é conferir a capacidade de Drauzio Varella em abordá-lo sem pieguice emocional, escrevendo de forma límpida, delicada e humana. Prepare o lenço