Veja também outros sites:
 
   
Diversão & arte - Cinema

Leia também

Exposição
Internet
Livros
Música
Teatro
Televisão
Ação
Homem-Aranha 2
Sam Raimi se solta na direção do segundo filme
do herói, que explora com mais profundidade e
sofisticação a questão da identidade

• Clique aqui e confira a página especial do Homem-Aranha 2

Alessandro Giannini

Divulgação
Homem-Aranha 2: seqüência contempla
tanto os fãs do personagem quanto quem gosta de cinema

Mais ação, mais humor, mais romance. Homem-Aranha 2, que estréia na próxima sexta-feira em todo o Brasil, com o número recorde de 600 cópias em circulação, parece mesmo ser duas vezes melhor em tudo que o primeiro filme, por si só um achado em termos de adaptação de super-heróis americanos para o cinema. Tobey Maguire e Kirsten Dunst voltam, respectiva-
mente, nos papéis de Peter Parker/Homem-Aranha e Mary Jane Watson. E Sam Raimi assina a direção outra vez. A química definitivamente deu certo.

Substituindo o vilão Norman Osbourne/Duende Verde, interpretado por Daniel Dafoe no primeiro filme, entra em campo outro homem mau, o Dr. Otto Octavius/ Dr. Octopus, encarnado aqui por Alfred Molina. O clássico e mais famoso inimigo de Homem-Aranha ganha uma origem nova: assume a persona de um professor de física que inventa um método para controlar manualmente a fusão a frio. Claro que a experiência não dá certo e o personagem se transforma em um louco sanguinário disposto a tudo para fazer com que sua experiência dê certo novamente.

No centro de tudo está a questão da identidade, explorada com mais profundidade e sofisticação nesta seqüência. Praticamente todos os personagens centrais à trama, incluindo o jovem Harry Osbourne (James Franco), filho de Norman Osbourne, e May
Parker (Rosemary Harris), a dedicada tia de Peter Parker, apresentam uma certa dua-lidade, um traço de ambigüidade. Não por acaso, a peça na qual Mary Jane trabalha
como atriz é A Importância de Ser Honesto, de Oscar Wilde, uma comédia de erros que explora a mesma temática.

Sam Raimi, que havia explorado essas mesmas idéias no fabuloso Darkman – O Homem sem Rosto, também adaptação de um obscuro personagem de histórias em quadrinhos, transforma Homem-Aranha 2 em uma experiência dupla. Contempla tanto os fãs do personagem, do gênero de ação e aventura como quem gosta de bom cinema, e está livre de preconceitos. Duas vezes melhor