Veja também outros sites:
 
   
Reportagens
   

Especial
Poderosa Zilú
Mãe e empresária de Wanessa Camargo e administradora dos
bens do marido Zezé di Camargo, ela dormia num colchão de
palha antes de se casar, desfruta hoje de uma cama de uma
tonelada feita de mármore e conta que é informada por amigos
sobre supostos casos de infidelidade do marido

Rodrigo Cardoso
Fotos Edu Lopes

 
Edu Lopes
‘Já fiz sete cirurgias de mama e uma
de queixo. Mas o Zezé diz que eu tenho
as pernas mais bonitas que ele conhece’
Zilú de Almeida Godoi Camargo dormia numa
cama de forquilha, com um colchão de palha e um lençol de tear. Alérgica, reclamava de coceiras com a mãe. Em resposta, ouvia: “Larga de
frescura”. Zilú nasceu filha de fazendeiro em Pontalina, Goiás. Logo, o pai perdeu as terras e a vida da família virou do avesso. Zilú morou no meio do mato, ficou um ano sem comer arroz, alimentando-se de molho de palmito, de mamão verde e engrossado de farinha de mandioca. Com 10 anos, cuidava dos irmãos, lavava, passava e matava as cobras que circulavam ali.

Aos 18 anos, depois de se aventurar como babá, cortar e vender tecidos, conheceu o cantor sertanejo Zezé di Camargo. Com ele, teve Wanessa, 21, Camila, 18, e Igor, 10, e construiu uma história rica em prosperidade. Aos 45 anos, administra as finanças dos Camargo – Zezé e Luciano já venderam 20 milhões de discos em 12 anos juntos e só com shows recebem por mês R$ 1 milhão – e a carreira da filha mais velha – em 3 anos, Wanessa está perto do primeiro milhão de cópias vendidas e ganha R$ 300 mil mensais só com shows. Dentro de casa, num condomínio em Barueri (SP), o dedo de Zilú está em toda parte.

Ela diz não ser fã de ambientes modernos e imprimiu um estilo “neo-clássico” de decoração. No lar dos Camargo, tem desde lago para tartarugas, mármores em ônix, “a peça de mármore mais cara que existe”, pilastras à Grécia antiga e muito dourado. É assim no mancebo do quarto, nas patas de leão que formam os pés do divã, nas fechaduras, nos puxadores, no chuveirinho...

Como cicerone, Zilú faz questão de mostrar uma escultura francesa feita de cristal Daum.
O motivo: só existem cinco peças iguais no mundo. “Quando soube da raridade, não deixei que a peça fosse mostrada a ninguém e arrematei no ato”, diz Zilú. No entanto, é numa
das salas que está a maior preciosidade. Um sofá confeccionado a partir de um desenho de Zilú, inspirado nos móveis do rei Luís XV e posicionado à frente de uma parede onde, do teto ao chão, foi pintada a partitura da música “É o Amor”. “Foi a primeira música dele a vender 1 milhão de cópias.”

Zezé e Zilú, os nomes, estão pintados até no colchão de espumas onde o casal repousa. No quarto está a maior prova de que a senhora Camargo venceu na vida. De uma cama de forquilha, Zilú, hoje, dorme numa cama de 1 tonelada construída de mármore, com detalhes em ônix e dourado, claro.

Como você e Zezé se conheceram?
Fui a um showmício que o Zezé fez com o parceiro, o Zazá, em cima de um caminhão. A namorada do Zezé, a Lilian, estava lá. Uma hora, o Zezé estava com a namorada dentro do carro e eu, sentada no capô. Aí, o Zezé comentou com a Lilian: “Nossa, que menina de corpo bonito. Chama ela que quero ver o rosto dela”. Ela me chamou e, quando olhei para trás, ele fez assim (sinal de positivo). Ele, que tinha 15 anos, e a namorada ainda me levaram para casa. O Zezé desceu do carro, me abraçou e disse no meu ouvido, nunca me esqueço: “Você é muito bonita”.

Edu Lopes
‘Já mexi na caixa postal do Zezé, em
bolsa e carteira dele, o que é normal.
Nunca coloquei detetive. Se colocar
alguém atrás, vai achar coisa’

Como Zezé deixou a namorada?
Houve uma festa na casa da Lilian e, como o Zezé disse que terminaria o namoro, fui pagar para ver. O Zezé chamou a namorada de canto. Ela tentou beijá-lo, mas ele não deixou. Aí, a Lilian desabafou comigo, dizendo que o Zezé devia estar com outra. Eu não sabia o que falar, eu era a outra! Quando a mãe da Lilian soube que eu estava com o Zezé, veio me agradecer. Disse que não queria o namoro, achava que o Zezé teria 500 mulheres, que nunca daria uma vida decente para a filha. Deve bater um arrependimento, hoje! Até pouco tempo atrás a Lilian estava solteira. Falo para o Zezé: “Ainda bem que você não casou com a Lilian. Ela tem 1,80 de altura, gorda!”.

Seus pais aprovaram o namoro com Zezé?
Meu pai se revoltou, dizia que viola não enche barriga. Saí de casa e morei com uma amiga. Só que cunhado, irmãos meus iam lá, xeretavam meu quarto, reparavam se tinha roupa do Zezé, escova de dente dele. Já os pais do Zezé não interferiam. Minha sogra só ficou assustada quando resolvemos casar. Ela não acreditava que o Zezé pudesse se amarrar, olhava o terno dele e chorava como criança. Ela não foi ao casamento, diz que se atrasou.

Não teve medo de o Zezé trocá-la por outra, como ele fez para ficar com você?
Essa preocupação tenho até hoje e será eterna. Um cara como o Zezé, que tem 41 e aparenta 30, bem relacionado, fazendo sucesso, imagina o que tem de mulher no pé dele? Acha que durmo tranqüila? Eu penso: “Meu Deus, um dia vai aparecer alguém e fazer ele balançar”. Temos 22 anos de casados, mas tem bailarina, vocalista, muita menina bonita de 20 anos, de corpo inteiro, ali do lado. No começo da carreira dele, fiquei pirada e quase o pirei. O ciúme era muito grande, via 500 mulheres bonitas no camarim e ficava maluca. Se o Zezé saísse para ver uma música na casa de um amigo, já achava que era desculpa para se encontrar com mulher. Não aceitava vê-lo num clipe beijando e abraçando outra. Tentei proibi-lo várias vezes, mas ele não cedeu. Zezé sempre deixou claro que trabalho vem em primeiro lugar. Depois vêm filhos, talvez pai e mãe, e só depois eu. Devo ser a quarta!

1 | 2

Comente esta matéria