Veja também outros sites:
 
Home •• Revista ••• Diversão & Arte    
Diversão & arte - Cinema

05/01/2004

   

OS MELHORES DO CINEMA EM 2003

 
A escolha da Gente
Teve blockbuster, independentes e muitos estreantes:
os cinco melhores filmes brasileiros deste ano
1
DivulgaçãoO Homem Que Copiava
De: Jorge Furtado
Construído em várias camadas, que permitem leituras diferentes de cada tipo de público, o filme estrelado
por Lázaro Ramos, Leandra Leal e Luana Piovani
mostra que dá para ser acessível e divertido sem ser raso. A prova é que conquistou cerca de 700 mil espectadores com poucas cópias e sem muita propaganda, só no boca-a-boca.
   
2

DivulgaçãoAmarelo Manga
De: Cláudio Assis
Estreante em longas-metragens, o pernambucano Cláudio Assis conseguiu fazer um ótimo filme com poucos recursos. Amarelo Manga é direto, cru e equilibra bem seus muitos personagens. O diretor arrancou belas interpretações dos atores Matheus Nachtergaele, Leona Cavalli e Dira Paes e fez uma obra que difere bastante da produção brasileira atual.

   
3

Durval Discos
De: Anna Muylaert
Vencedor de sete Kikitos no Festival de Gramado de 2002, o longa-metragem da estreante Anna Muylaert foi lançado comercialmente somente neste ano, com boas atuações de Ary França e Etty Fraser e uma virada que surpreendeu o público. É um filme urbano diferente, leve no começo e bastante sombrio na metade final.

   
4

Separações
De: Domingos de Oliveira
Simples, mas cheio de frescor. Domingos de Oliveira conseguiu dizer o que todo mundo gostaria sobre casais e separações sem muita pirotecnia – o cenário é quase só um apartamento. Os personagens principais são interpretados por ele próprio e sua mulher, Priscila Rozenbaum. Prova de que dá para fazer cinema brasileiro bom sem gastar muito.

   
5
Carandiru
De: Hector Babenco
Não é o melhor filme de Hector Babenco, mas a proeza de levar 4,6 milhões de pessoas aos cinemas para ver a história de presidiários e do massacre de 111 detentos merece aplausos. A principal qualidade da obra é ir contra a corrente mais fácil e mostrar que os presos são seres humanos, por piores os crimes que tenham cometido.
 
A escolha dos internautas
Os melhores filmes do ano para os internautas que votaram no site
de IstoÉ Gente
1
DivulgaçãoLisbela e o Prisioneiro
De: Guel Arraes
• Com: Selton Mello e Débora Falabella
   
2

O Homem Que Copiava
De: Jorge Furtado
• Com: Lázaro Ramos e Leandra Leal

   
3

Maria, Mãe do Filho de Deus
De: Moacyr Góes
• Com: Giovanna Antonelli
e Luigi Barricelli

   
4

Carandiru
De: Hector Babenco
• Com: Milton Gonçalves
e Wagner Moura

   
5
Os Normais – O Filme
De: José Alvarenga Jr.
• Com: Fernanda Torres
e Luiz Fernando Guimarães
O mico do ano
2003 teve filmes comerciais fracassados, lançamentos frustrantes e demora na estréia dos longas. Mas o campeão dos equívocos foi:
Divulgação
Marcos Palmeira em Dom
Era para ser uma homenagem a Dom Casmurro, mas o resultado do filme
dirigido por Moacyr Góes é vergonhoso.
A produção é de quinta categoria, o roteiro, risível, e as atuações, péssimas. Mas Marcos Palmeira ainda assim se destaca negativamente. Não convence como Bento, fazendo o personagem parecer um chato sem importância.
 
   
Os destaques
 

Atores que deram show e um sonho que foi alcançado no cinema brasileiro em 2003

Divulgação
Wagner Moura
O ator baiano de 27 anos já tinha dado mostras de seu talento em As Três Marias e Abril Despedaçado. Mas em 2003 ele se superou. Começou roubando a cena de Antonio Fagundes em Deus É Brasileiro, como o malandro Taoca, conseguiu se destacar na multidão de atores de Carandiru, no papel de um traficante viciado, e foi uma das boas coisas em O Caminho das Nuvens, vivendo um pai rígido que leva sua família do Ceará ao Rio de bicicleta.
Divulgação

Simone Spoladore
Existem poucos papéis femininos nos filmes brasileiros. Por isso, não é sempre que há uma
atriz para destacar. Em Desmundo, produção de Alain
Fresnot baseada no livro de Ana Miranda e falada em por-
tuguês arcaico, a paranaense Simone Spoladore emociona como Oribela, uma órfã enviada para um casamento força-
do no Brasil de 1570. Sua atuação combina vigor e sensibilidade. Pouco visto nos cinemas, o longa-metragem
está disponível em vídeo e DVD.

Divulgação

Cinema brasileiro
ganha público

Alcançar 20% do mercado sempre
foi um sonho de produtores e diretores na retomada do cinema brasileiro. Pois neste ano a meta foi atingida. Dos cerca de 100 milhões de ingressos vendidos, mais de 20 milhões foram de filmes brasileiros, o que representa um aumento de 227%, segundo o boletim Filme B. Os grandes responsáveis foram Carandiru (4,6 milhões), Lisbela e o Prisioneiro (3,1 milhões) e Os Normais – O Filme (foto, 2,8 milhões).

 
Clique para vê-la ampliada

EDIÇÃO 230

ENQUETE

Escolha o melhor
ensaio fotográfico
de 2003!
:: VOTAR::

QUEM SOU EU?
TESTE
QUAL É
A MÚSICA?
 BUSCA

ANIVERSÁRIO

Colocamos as principais notícias do ano que você nasceu em uma home page.
RESUMO DAS NOVELAS
 
• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
 
| ISTOÉ | ISTOÉ DINHEIRO | PLANETA | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2003 Editora Três