Veja também outros sites:
 
Home •• Revista ••• Reportagens •••• Gente fora de série  
Reportagens

01/12/2003

   
 
Fotos: Reprodução
Com 5 anos, ao lado da irmã Aída, com 3
Fotos: Reprodução
Em 1949, aos 15 anos, Fernanda passou no concurso para locutora da Rádio Ministério da Educação (MEC), onde teve aulas de português, impostação e declamação

 

Gente Fora de Série
Fernanda Montenegro - continuação
Capítulo 1

 
Fotos: Reprodução
Acima, aos 2 anos, entre
os pais, Carmen e Vitório
A dependência de alguém para ir e vir dos lugares acabou sendo um impulso para que Arlette passasse a caminhar com as próprias pernas, abrindo assim o caminho para o surgimento de Fernanda Montenegro. Aos 15 anos, tinha aulas de secretariado quando soube de um concurso para formação de jovens radialistas na Rádio Ministério da Educação (MEC), na época uma das principais emissoras do País. “Meu interesse era cultural. A Rádio era um espaço vivo de cultura”, afirma a atriz. Aprovada, passou a ter aulas de português, impostação, declamação e tudo o mais que fosse necessário para a nova profissão.
“A Rádio MEC foi a universidade que eu não fiz, um investimento em aprendizado de radiofonia e,
sobretudo, adestramento cultural”, completa.

A rádio ocupava-lhe as tardes. As aulas de secretariado, as manhãs. Restavam-lhe as noites para os estudos, na época o curso hoje conhecido como ensino médio, cujo diploma ela conseguiu após prestar exame no Colégio Pedro II. Mais tarde, veria recompensado o esforço que a fez pagar os próprios estudos de francês e inglês com as aulas de português que dava a estrangeiros, tudo no Berlitz, o curso onde estudava secretariado.

Como rádio-atriz e locutora, Arlette manteve o nome de batismo, mas percebeu a necessidade de uma outra assinatura para os cargos de redatora e adaptadora, já que uma de suas funções na Rádio MEC foi a de adaptar romances para programas literários, muitos deles franceses. O nome Fernanda surgiu da imaginação da leitora voraz de clássicos franceses, que associava o nome a heroínas de Balzac e Proust. Já o Montenegro veio de um antigo médico homeopata da família, que não chegou a conhecer, mas que, segundo os parentes, fazia milagres. “Ninguém se chama Fernanda Montenegro. É um nome que tinha de ser inventado”, brinca a atriz.

Mas Fernanda Montenegro ainda pisaria num palco como Arlette. Depois da primeira peça, um dramalhão chamado Os Dois Sargentos, que encenou aos 8 anos, nos fundos de uma paróquia vizinha, ela entraria em cena de novo aos 16. Convidada por um colega da rádio que estudava na Faculdade de Direito do Rio, aceitou participar da encenação de formatura da turma, um hábito na época em quase todas as faculdades. Após três dias de ensaio, assumiu um pequeno papel na peça A Nossa Natasha, do autor espanhol Casona.

A estréia profissional, porém, só viria em 1950. Colega de Fernanda na Rádio MEC e ator em vias de se profissionalizar, Magalhães Graça contou à amiga que a peça Alegres Canções nas Montanhas, de Julian Luchaire, precisava completar o elenco com mais uma atriz. Fernanda aceitou e, apesar do fracasso de público do espetáculo, recebeu diversas críticas favoráveis. Na estréia, a atriz se destacava no meio de um elenco que tinha, entre outros grandes nomes do teatro da época, Nicete Bruno, Beatriz Segall e um ator que viria a se tornar seu companheiro por toda a vida.

Não Perca!
NO PRÓXIMO CAPÍTULO:
O relacionamento com Fernando Torres, a entrada na companhia
teatral da consagrada atriz francesa Henriette Morineau, as
primeiras atuações na tevê e a mudança para São Paulo, onde
começou a ser idealizada a companhia que Fernanda criaria ao
lado do marido e de colegas como Ítalo Rossi e Sergio Britto

1 | 2

Comente esta matéria
 
 

 
Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 226
ENQUETE

Você acredita que o cantor Michael Jackson irá para a cadeia?

QUEM SOU EU?
COMO É SEU PARCEIRO IDEAL?
ENSAIO
LUIZE ALTENHOFEN
 BUSCA

ANIVERSÁRIO

Colocamos as principais notícias do ano que você nasceu em uma home page.
RESUMO DAS NOVELAS
 
• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
 
| ISTOÉ | ISTOÉ DINHEIRO | PLANETA | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2003 Editora Três