Veja também outros sites:
Home •• Revista ••• Reportagens  
Reportagens

29/09/2003

   
 
Divulgação
Visão aérea do sítio,
do casal Raul e Yeda Saigh, amigos da noiva. Uma estrutura especial para o almoço foi
armada adentrando o lago e seis bombeiros ficaram de prontidão
para emergências
Divulgação
O bolo do casamento, feito por Isabella
Suplicy. “Foi um dia perfeito. Tudo deu certo”, disse Marta
Divulgação
Os noivos dançam valsa
“Marta e eu realizamos um sonho em nossas vidas’’ Luis Favre

 

Casamento
‘‘Sim!!!’’
A prefeita Marta Suplicy casa-se com o
argentino Luis Favre, que gritou sim ao
aceitá-la como esposa, em cerimônia para
400 pessoas, num sítio, em São Paulo

Jonas Furtado

 
Divulgação
Já casados, Marta e Favre deixam a tenda armada especialmente
para a cerimônia. Ao fundo, o presidente Luiz Inácio Lula da
Silva e a primeira-dama Marisa, padrinhos da noiva

Eram quase 14h do sábado 20 quando chegou o grande momento de todo casamento. No altar, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, um dos padrinhos da noiva, prova maior de que aquela não era uma cerimônia comum, conteve seu sempre espirituoso humor e não proferiu uma só palavra. Foi em silêncio quase absoluto que todos ouviram o generoso “sim” dito em altíssimo e bom som por Luis Favre ao ser perguntado se aceitava a prefeita de São Paulo Marta Suplicy como sua mulher. “Foi o sim mais alto que já ouvi na vida”, diz a psicanalista Eleonora Mendes Caldeira, uma das madrinhas do noivo. “Todo mundo tinha que ouvir”, justifica Luis Favre. Com o casamento ele ganhou a cidadania brasileira e foi contratado po R$ 20 mil mensais para trabalhar na agência de publicidade de Duda Mendonça. “Marta e eu realizamos um sonho em nossas vidas.”

Divulgação
Marta põe a aliança no dedo de Favre

Sonho que começou a ser traçado dois anos antes, quando iniciaram o namoro, e foi ficando mais perto de ser concretizado na noite de sexta-feira 19, quando Marta chegou à estância Santa Rita de Cássia, em Itupeva, a 75 quilômetros de São Paulo. Favre ficou na capital paulista, ao lado de três de seus quatro filhos, que vieram da França para a cerimônia. No sítio do casal Raul e Yeda Saigh, amigos de longa data e padrinhos da noiva, Marta despertou cedo, tomou café da manhã e foi pessoalmente conferir os últimos detalhes da festa. Tranqüila, começou a ser preparada em um dos quartos da casa pelo cabeleireiro Celso Kamura às 11h, pouco depois de encontrar-se com Favre, que chegara ao local meia hora antes.

Divulgação
Observado pela primeira-dama Marisa e pelos
noivos, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva
assina os papéis como testemunha da união

Com atraso de trinta minutos, devido à demora de uma das madrinhas – Margareth Palocci, esposa do ministro da Fazenda Antônio Palocci, ausente devido à reunião do FMI em Dubai, nos Emirados Árabes – a celebração começou às 13h30. Ao final de duas canções interpretadas pela cantora Fortuna, amiga de Favre, os padrinhos entraram em cortejo na tenda onde já estavam os convidados, dentre os quais destacava-se o casal formado pelo filho mais velho da prefeita, Supla, e a namorada Isabel Ibsen – que “mais parecia a Branca de Neve”, segundo Marta. Em seguida, sob o som da “Pavane”, de Maurice Ravel, surgiram, de braços dados, os noivos. Favre, ao contrário da prefeita, parecia nervoso.

Divulgação
Os noivos com o casal Reynaldo
Gianecchini e Marília Gabriela

No altar o clima era de cumplicidade. Favre e Marta e entreolhavam-se constantemente e trocavam cochichos ao pé do ouvido enquanto o tabelião Luiz Roberto Raymundo lia os termos do casamento. Em menos de meia hora, a cerimônia foi encerrada com uma salva de palmas, pouco depois
do inesquecível “sim” do noivo. O casal saiu, então,
pelo meio dos convidados, atravessando uma chuva de pétalas de rosas e arroz, e dirigiu-se por uma passarela à plataforma que adentrava o lago da propriedade, onde foi montada a estrutura para o almoço, servido às 15hs.
No cardápio do bufê Badebec, tutu de feijão, leitão à pururuca, pernil, filé mignon, saladas, arroz e feijão,
entre outras iguarias brasileiríssimas.

A essa altura, o clima de emoção tinha dado lugar às brincadeiras animadas, especialmente entre a turma do PT. Em seguida, teve início a valsa dos noivos. Marta e Favre foram os primeiros a ensaiar alguns passos, seguidos por Lula e a primeira-dama Marisa. Ao final, Lula dançou com Marta e Favre com Marisa. Motivado pelo forte calor, o presidente abandonou o terno, logo seguido por quase todos os homens. A festa atravessou o dia e avançou pela noite. Passava das 19hs e ainda havia gente curtindo o som do DJ Fernando Figueiredo, que, a pedidos de Favre, não cansava de repetir a canção “Only You”, uma das preferidas do casal. Aliviada com o sucesso da cerimônia e radiante, a prefeita confidenciou às amigas: “Foi um dia perfeito. Não teve sequer um senão. Tudo deu certo.”

Comente esta matéria
 
 

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 217
ENQUETE

Qual você acredita
que deva ser a
punição para Gugu
Liberato por veicular
uma (falsa) entrevista com membros
do PCC?

QUEM SOU EU?

CARTAS
DE AMOR

BEIJO, ABRAÇO OU APERTO
DE MÃO?

 BUSCA

ANIVERSÁRIO

Colocamos as principais notícias do ano que você nasceu em uma home page.
RESUMO DAS NOVELAS
Saiba o que vai acontecer durante a semana na sua
novela preferida
• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
 
| ISTOÉ | ISTOÉ DINHEIRO | PLANETA | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2003 Editora Três