Veja também outros sites:
Home •• Revista ••Diversão & Arte    
Diversão & arte - Teatro

29/09/2003

   

Musical
O Mágico de Oz
Superprodução de R$ 6 milhões busca referências no filme com
Judy Garland e provoca menos emoção do que A Bela e a Fera

Ana Cristina Pessini

 
Divulgação
O Mágico de Oz: elenco entrosado
e figurinos caprichados
em cartaz em São Paulo
O clima no musical O Mágico de Oz, em cartaz em São Paulo, é de sessão de cinema, com direito a pipoca e refrigerante. A sensação se confirma no começo do espetáculo, em que imagens projetadas numa tela transparente apresentam o nome dos atores, diretores e produtores, como acontece nas aberturas de filmes. As alusões ao cinema não são por acaso. Afinal, é pela versão cinematográfica de Victor Fleming (1939), com Judy Garland no papel de Dorothy, que a obra literária de L. Frank Baum é lembrada.

Igualar a graça com que Garland interpretou a garotinha que sonha com “um lugar além do arco-íris” não é tarefa fácil. E, apesar do bom entrosamento entre os atores, falta a este Mágico um pouco mais de sutileza e perfeccionismo, traduzidos em verdadeiro toque de magia e emoção, nos números musicais. Os cenários e figurinos são caprichados e chamam a atenção pelo colorido, mas perdem em luxo se comparados aos de A Bela e a Fera. Incomoda a configuração do Via Funchal – com mesas e cadeiras ao invés de poltronas –, que pode dificultar a visibilidade de crianças menores. O som também precisa de cuidado.

O musical inova na criação de uma proposta para viabilizar projetos de grande porte como este, de R$ 6 milhões. Segundo Giovanni Rivetti, um dos sócios da Synapsys, empresa que cuida da produção de O Mágico de Oz, o espetáculo abre uma nova frente na área de patrocínios no Brasil com a introdução do modelo de branded show. “Nesse modelo, o patrocinador torna-se co-produtor do espetáculo, trazendo benefícios para sua marca e consumidores”, define Rivetti. Neste caso, o parceiro é o Grupo Pão de Açúcar, que fará promoções em suas lojas do Estado de São Paulo. Aquém do arco-íris

Via Funchal
R. Funchal, 65, São Paulo
tel. (11) 3846-2300. Até junho de 2004

 

 

 

 

 

 

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 217
ENQUETE

Qual você acredita
que deva ser a
punição para Gugu
Liberato por veicular
uma (falsa) entrevista com membros
do PCC?

QUEM SOU EU?

CARTAS
DE AMOR

BEIJO, ABRAÇO OU APERTO
DE MÃO?

 BUSCA

ANIVERSÁRIO

Colocamos as principais notícias do ano que você nasceu em uma home page.
RESUMO DAS NOVELAS
Saiba o que vai acontecer durante a semana na sua
novela preferida
• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
 
| ISTOÉ | ISTOÉ DINHEIRO | PLANETA | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2003 Editora Três