Veja também outros sites:
Home •• Revista ••• Reportagens  
Reportagens

11/08/2003

   
 
A atriz montou
a peça Pluft,
o Fantasminha

para a filha

 

Família
Dilema de mãe, desafio de atriz
Depois de três anos longe das novelas, Cláudia Abreu volta em Celebridades e confessa o receio de passar tantas horas longe da filha Maria

Dirceu Alves Jr.

 

Com o início das gravações de Celebridades, a próxima novela das oito, na quarta-feira, Cláudia Abreu se vê diante de um duplo desafio. O primeiro é interpretar pela primeira vez uma vilã, a personagem Laura, criada pelo autor Gilberto Braga, e resumida por Cláudia com adjetivos pouco elogiosos. “É uma mau-caráter, invejosa, interesseira.” O segundo será passar mais de 10 horas diárias nos estúdios do Projac, longe da filha Maria, de dois anos e seis meses, fruto do casamento com o cineasta José Henrique Fonseca, que, pela primeira vez, desde o nascimento, ficará tanto tempo sem a mãe. “Será uma adaptação a cada dia e isso me assusta. Somos cúmplices, dei de mamar até ela fazer um ano e dois meses”, confessa a atriz de 31 anos. “Temos que nos acostumar.”

O papel de vilã não será o primeiro a tomar o tempo de Cláudia desde a maternidade. Dois meses depois de ganhar Maria, ela já filmava O Homem do Ano, dirigida pelo marido. “É só olhar na tela para ver que estou com cara de mulher que acabou de parir. Farta, cheia de leite no peito”, diz ela. “Passava noites em claro, com Maria mamando de duas em duas horas.” A suspensão da licença-maternidade tão cedo tem justificativa. Foi através do convite para viver a cabeleireira Cledir que Cláudia e Fonseca começaram a namorar. “Maria está aqui por causa do filme e era lindo ver a Cláudia amamentando no set”, derrete-se Fonseca.

Mas a primeira transformação radical na rotina da filha se deu em outubro de 2002 e, hoje, Cláudia reconhece que foi um sacrifício. Ela levou Maria para passar dois meses em
Juazeiro do Norte, no Ceará, onde filmou O Caminho das Nuvens. “Sei que ela sentia por ficar longe do pai, da aula de natação, mas é minha profissão”, afirma. Como uma homenagem à filha, Cláudia voltou aos palcos em maio com a peça infantil Pluft, o Fantasminha. “A Maria é levada, malandra e o Pluft tem muito a ver com ela. Posso fazer teatro inspirada nela e nos filhos dos meus amigos. Há 10 anos, não seria assim”, afirma a atriz, em cartaz no Rio até setembro e que ainda promete encontrar tempo para cursar o sexto período da faculdade de Filosofia.

Comente esta matéria
 
 

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 210
ENQUETE
Na sua opinião, qual o pior apresentador da televisão brasileira?
:: VOTAR ::
QUEM SOU EU?
 
FÓRUM

Você é Fashion?

 BUSCA

Aniversário

Colocamos as principais notícias do ano que você nasceu em uma home page.
RESUMO DAS NOVELAS
Saiba o que vai acontecer durante a semana na sua
novela preferida
• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
 
| ISTOÉ | ISTOÉ DINHEIRO | PLANETA | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2003 Editora Três