Veja também outros sites:
Home •• Revista ••• Reportagens  
Reportagens

04/08/2003

   

Política - Cláudio Baldino Maciel
Ativista de toga
O presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros
lidera movimento no Judiciário que pela primeira vez na
história propôs uma greve nacional de juízes

Cecília Maia

 
Felipe Barra
Maciel na Praça dos Três Poderes, em frente ao Supremo
Tribunal Federal: nas horas de folga, o desembargador toca
violão, canta músicas gaúchas e gosta de fumar charutos
Quando pendura a toga no armário e despe a capa de líder classista, o presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros, Cláudio Baldino Maciel, 47 anos, foge dos moldes do juiz conservador, como se considera. Em roda de amigos, também juízes, este desembargador é capaz de pegar o violão e animar as reuniões cantando músicas nativistas e folclóricas da região de fronteira entre o Rio Grande do Sul e o Uruguai. Nessas horas o gaúcho de Santana do Livramento gosta de dar baforadas em bons charutos e é tratado pelos companheiros de farra pelo apelido carinhoso de Cadico. Nada parecido com a imagem que tem passado para o País, a de um líder radical que está levando os guardiões da constitucionalidade a infringir a lei com uma greve de uma semana marcada para o dia 5 de agosto. “Não é ilegal porque não há previsão na Constituição sobre paralisação do Judiciário, além do que não haveria quem a julgasse”, ameaça.

Na verdade, os juízes que somam 15 mil associados da AMB em todo o País se sentiram traídos pelo governo. Passaram meses negociando a previdência do setor com os líderes do PT na câmara dos Deputados. Acertaram cada detalhe e na hora da divulgação da proposta tudo estava modificado. “Alguns líderes do movimento saíram por aí dizendo que o acordo estava fechado mesmo sabendo que ainda faltava submeter o assunto ao presidente Lula e aos governadores, aí eles ficaram com dificuldade de dizer isso às bases”, explicou o deputado Paulo Pimenta, PT-RS, que tem participado das negociações. Os ataques partiram de lado a lado durante toda a semana passada. No início dessa, a retórica já era outra. “Temos o maior respeito pelo Cláudio, que está cuidadosamente construindo o diálogo”, esclareceu o deputado.

E tudo parece estar diferente mesmo. Não se sabe se por conta das inúmeras críticas que colocam o movimento dos juízes no rol das impopularidades, já que brigam por aposentadorias integrais nos valores de R$ 12 mil, R$ 15 mil, R$ 17 mil e em alguns casos de até R$ 40 mil, num país onde o salário mínimo não chega a R$ 300, ou se por causa da reação do governo. “Não adiantam chantagens”, respondeu o líder do PT na Câmara, deputado Nelson Pellegrino, diante da ameaça de greve. O fato é que em 50 anos de existência, a AMB nunca esteve em situação parecida. Sempre foi voltada para a organização de acontecimentos sociais, como encontro de magistrados. Mas o caráter político tem prevalecido e um dos responsáveis por isso é o seu atual presidente.

Maciel sempre teve uma atuação política, embora nunca tenha se filiado a nenhum partido. Na época da faculdade foi presidente do Diretório Acadêmico que era ligado ao PT. Depois de formado atuou na Ordem dos Advogados do Brasil – Secção do RS apenas como filiado. Foi presidente e vice da Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul e cumpriu quatro anos do mandato de vice-presidente da AMB antes de ser eleito para presidir a Associação. A ironia de tudo é que ele sempre foi eleitor de Lula, com quem hoje está frente a frente num dos piores embates do governo.

Há quem atribua ao seu jeito carismático e aos seus discursos muito bem articulados o fato de Cláudio ter conseguido trazer os gaúchos de volta à direção da AMB, que há anos era dominada por paulistas e cariocas. Ganhou visibilidade. Mas tudo indica que o lado tradicionalista da categoria irá vencer. “Se o governo se mostrar disposto ao diálogo e ao respeito conosco, não chegaremos a situações extremadas”, disse ele.

Comente esta matéria
 
 

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 209
ENQUETE
Na sua opinião,
quem é a musa
de Mulheres Apaixonadas?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
 
QUEM SOU EU?
 BUSCA

Aniversário

Colocamos as principais notícias do ano que você nasceu em uma home page.
 
RESUMO DAS NOVELAS
Saiba o que vai acontecer durante a semana na sua
novela preferida

Se sua vida fosse uma novela, seria...

• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
 
| ISTOÉ | ISTOÉ DINHEIRO | PLANETA | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2003 Editora Três