Veja também outros sites:
Home •• Revista ••• Reportagens  
Reportagens

28/07/2003

   
 
Edu Lopes
‘Exercer a maternidade com Maria Luiza não significa apenas dar banho ou cuidar do horário da escola. É dar limites, dizer sim e não nas horas certas’ Camila, sobre a filha
do marido, Cláudio
Amaral Peixoto
Edu Lopes‘Preferi me afastar e deixar ele (Antônio Pitanga) tocar o leme. Sei que meus filhos não seriam tão maravilhosos se tivessem crescido comigo’
Vera Manhães, mãe
Tira-teima
Um filme
Uma Mulher sob Influência, de John Cassavetes”

Uma atriz
“Fernanda Montenegro”

Livro de cabeceira
“Poesia. Tudo de Fernando Pessoa, Hilda Hilst, Manoel de Barros. Comprei há pouco A Casa dos Budas Ditosos, do João Ubaldo Ribeiro, mas não consegui ainda ler”

Estilo
“Totalmente básico. Jeans, camiseta,
tênis. Sou a mulher do sapato baixo. Quando uso salto alto, fico
com a coluna toda dolorida no outro dia”

Uma tristeza
“Não ter organizado ainda meus livros em casa”

Uma mania
“Morder a boca
o tempo inteiro”

Uma breguice
“Teve uma fase em que usei saia de vinil.
Mas foi uma fase, viu?”

O que tem de negra
“O suingue”

Motivo de orgulho
“Ser filha de Antônio Pitanga”

 

Capa
Um sonho para Camila
Continuação

 
Edu Lopes

Desde 14 de junho, quando completou 26 anos, é como se Camila tivesse sido rebatizada. Agora ela se chama Camila Pitanga Manhães Sampaio, graças à certidão de nascimento que ganhou do pai no aniversário. Pitanga é um pseudônimo artístico, adotado pelo ator Antônio Sampaio em 1960 em razão do sucesso do personagem do filme Bahia de Todos os Santos e incorporado a seus documentos em 1997. Pitanga teve a idéia de acrescentar a alcunha ao nome da filha há dois anos e preparou a surpresa. Contratou advogado e, há três meses, recebeu o documento. “Esperei o aniversário para entregar a certidão. Os olhos dela brilharam. Vi minha menina mais uma vez tão feliz”, derrama-se.

A relação de Camila com o pai é definida com perfeição
pela atriz: “Sou uma filha apaixonada”. Foi com Pitanga que Camila e Rocco, respectivamente com 9 e 6 anos, ficaram quando ele e Vera sentiram que o casamento não tinha mais solução, em 1986. A escolha, de comum acordo, ocorreu porque Pitanga tinha mais condições de cuidar das crianças. “Preferi me afastar e deixar ele tocar o leme. Sempre lutei para não diluir psicologicamente, me manter de pé. Sei
que meus filhos não seriam tão maravilhosos se tivessem crescido comigo”, confessa Vera, que foi modelo e atuou
em novelas até o início dos anos 80. “Os convites pararam. Fui esquecida pela Globo”, lamenta. Hoje, Vera vive em Itaipuaçu, no Rio, com um companheiro. “Camila me deu
a casa onde moro e me ajuda até hoje. Quando penso que vou cair, ela me faz levantar.”

Pitanga foi o pai que trocou fraldas e perdeu noites quando os rebentos estavam com febre ou começaram a sair à noite. “Quando Camila me contou que estava namorando pela primeira vez, meu coração quase saiu pela boca”, confessa Pitanga. Enquanto não sentiu que os filhos estavam maduros para aprovar um novo relacionamento, Pitanga jamais levou uma namorada em casa. “Só trouxe a Bené ao sentir que nosso relacionamento era forte o suficiente para ela ser minha mulher”, conta Pitanga. Camila já conhecia e simpatizava com a atual ministra da Ação Social, Benedita da Silva, desde os 15 anos, quando se filiou ao Partido dos Trabalhadores. “Logo ficamos amigas, conversávamos sobre tudo, até assuntos íntimos, como namorados, cólicas menstruais”, lembra Camila.

Em 1993, Pitanga e Benedita sentaram com Camila e Rocco para contar que pensavam em casamento. “Foi engraçado, pareciam dois adolescentes diante dos pais, cheios de formalidades. E nós já sabíamos que eles namoravam há
mais de ano”, conta a atriz. A entrada de outra figura feminina na família foi bem assimilada. “Eu era a mulher da casa, assumia responsabilidades, inclusive com o Rocco. O fato de eu já ser amiga da Bené facilitou meu entendimento. Vendo o amor que ela sente por meu pai, só gosto mais dela”, diz Camila, que levou Pitanga até o altar no dia do casamento, realizado um ano depois. “Todo mundo falava o quanto Camila estava linda. Ela brilhou mais do que a noiva. Mas eu estava feliz da vida, cheia de orgulho da filha que acabava de ganhar”, afirma Benedita.

1 | 2 | 3

Comente esta matéria
 
 

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 208
ENQUETE
Na sua opinião,
quem é a musa
de Mulheres Apaixonadas?
:: VOTAR ::
 
QUEM SOU EU?
 BUSCA

Quem é você em Mulheres Apaixonadas?

Realístico e polêmico, Manoel Carlos é capaz de fazer com que muitas pessoas se identifiquem com seus personagens. Qual desses personagens você incorpora
na vida real?
 
RESUMO DAS NOVELAS
Saiba o que vai acontecer durante a semana na sua
novela preferida

Escolha um namorado para Nicole kidman

• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
 
| ISTOÉ | ISTOÉ DINHEIRO | PLANETA | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2003 Editora Três