Veja também outros sites:
Home •• Revista ••Diversão & Arte    
Diversão & arte - Exposição

21/07/2003

   
Divulgação

Divulgação
Divulgação
Portinari 100 Anos – Alegorias do Brasil, que comemora o centenário de nascimento do pintor e acontece no MAM-SP: o óleo sobre tela “A Família”, de 1935 (no alto); a pintura “Mestiça”, de 1934 (no meio); e o óleo sobre tela “Mulher e Crianças”, de 1940 (abaixo)

Arte brasileira
Portinari 100 Anos:
Alegorias do Brasil
MAM-SP homenageia o pintor com
exposição sobre a figura feminina

Paula Alzugaray

 

Ele se preocupou em desenvolver uma arte para as massas e, em troca, ganhou os louros de maior pintor brasileiro. Para comemorar o centenário de nascimento de Cândido Portinari (1903-1962), o MAM-SP decidiu não organizar uma ampla visão panorâmica, mas enfocar um detalhe de sua produção. Portinari 100 Anos – Alegorias do Brasil detém-se em 30 pinturas, desenhos e gravuras de pequeno porte cujo tema é a mulher.

Portinari sempre afirmou que seu tema era o homem. Não o sexo masculino, mas o homem social, o trabalhador, visto como alegoria do Brasil. A mulher que habita suas pinturas pertence ao mesmo contexto. Ao contrário da carioca sensual de Di Cavalcanti, a mulher de Portinari é a mãe, a camponesa, a retirante. As formas sólidas, os pés grandes e a expressão grave atribuem à figura feminina a imagem de força. Como define o curador Tadeu Chiarelli no catálogo, são “mulheres que dão a impressão de ter emergido do solo, da terra que as sustenta, sendo extensões da mesma”.

Essas figuras sólidas e maternais, da cor da terra e cercadas
de crianças, que aparecem em “Retirantes” (1936), “Marias” (1936) e “A Família” (1935), seguem, segundo o curador, diferentes tradições pictóricas que vão do renascimento italiano à pintura metafísica.

O intuito da exposição é, divagando por um mesmo tema, mostrar o ecletismo de estilos de Portinari entre os anos 30 e 40. Das tradições italianas, o pintor passa às soluções das vanguardas francesas e finalmente deixa-se influenciar por “Guernica”, pintada por Pablo Picasso em 1937. Ao adotar a linguagem expressionista, Portinari aprofunda-se na dor e no sofrimento humanos, que aparece em “Retirante Grávida” (1945). Foco no detalhe

Museu de Arte Moderna
Parque do Ibirapuera, São Paulo
tel. (11) 5549 9688. De 19/7 a 28/9.

Comente esta matéria
   
 

 

 

 

 

 

 

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 207
ENQUETE
O que você achou da “brincadeira” de Silvio Santos sobre estar com doença grave e ter vendido o SBT?
:: VOTAR ::
 
QUEM SOU EU?
 BUSCA

FELICIDADE

Esqueça dinheiro, sorte e até inteligência. Leve em conta bom humor, generosidade e otimismo. Para você,
o que é a felicidade?
 
RESUMO DAS NOVELAS
Saiba o que vai acontecer durante a semana na sua
novela preferida

CALCULADORA
DA FAMA

• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
 
| ISTOÉ | ISTOÉ DINHEIRO | PLANETA | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2003 Editora Três