Veja também outros sites:
Home •• Revista ••• Reportagens  
Reportagens

23/06/2003

   

Música / Pitty
A nova musa do rock
Em seu primeiro disco solo, cantora baiana é festejada
por nomes de peso do rock nacional e alcança os
primeiros lugares nas paradas com música pesada

Jonas Furtado

 
Piti Reali
“Precisava de uma música que tivesse uma mensagem, que me
estimulasse a pensar. Nunca tive essa sensação ouvindo axé. Não
quero sacudir a minha bunda, quero sacudir o meu cérebro”, diz Pitty

Treze tatuagens pelo corpo tipo mignon, seis piercings no rosto de beldade rebelde
e um no umbigo. Letras ácidas, inspiradas nos livros de Aldous Huxley, filmes de Stanley Kubrick e desenhos dos Jetsons. Esta é a cara da cantora baiana Pitty – uma das maiores revelações da música brasileira em 2003 – que para o cantor e compositor Roberto Frejat, do Barão Vermelho, é a cara dos adolescentes roqueiros do Brasil. “A voz de Pitty é maravilhosa e as letras têm um conteúdo muito pertinente e coerente com a geração
dela”, endossa Frejat. “É difícil ver essas coisas acontecerem de maneira espontânea, alguém que escreva canções que tenham a cara de uma geração. As histórias dela são
as histórias do público dela.”

Priscilla Novaes Leone, 25 anos, carrega o apelido Pitty desde a infância, quando era chamada de Pitica “por ser miudinha”. O jeito descolado e decidido desenvolveu na pré-adolescência, quando morou em Porto Seguro, na mesma época em que os pais se separaram. “Sempre fui independente”, conta ela, que há anos não fala com o pai, Luís. “Normal. A vida afasta e junta as pessoas. Ele tem a vida dele e eu tenho a minha”, diz Pitty. A mãe, Dina, em contrapartida, é uma grande aliada. “Ela dá o maior apoio e fica superorgulhosa. Mas se preocupa com meu futuro porque músico no Brasil não tem estabilidade e sempre fomos uma família humilde. Não temos onde cair mortos. Não tenho a possibilidade de voltar para casa se minha carreira não der certo.”

Descoberta pelo produtor Rafael Ramos, ex-integrante do Baba Cósmica, Pitty trancou a faculdade de música em outubro de 2002 e apostou tudo em Admirável Chip Novo, seu primeiro trabalho depois do término da banda Inkoma, da qual ela era vocalista. Escreveu todas as canções do álbum, inclusive o hit “Máscara”, que nos últimos trinta dias freqüentou o topo das paradas das rádios de São Paulo e Rio de Janeiro, além de conquistar um lugar cativo entre os dez videoclipes mais pedidos da MTV. “Nada disso me enche os olhos. Quero é descobrir o que vem de mim, de dentro para fora”, diz a cantora, que está preparada para as críticas e comparações. “É tão comum ver artistas e músicos que surgem do nada que a tendência no começo é acharem que sou apenas mais um produto pré-fabricado em uma embalagem bonitinha.”

Pode ser. Mas bastam dois minutos de conversa para deixar claro que o negócio de Pitty não é o mesmo de Sandy, Kelly Key e Wanessa Camargo. Melhor seria nem fazer a analogia: a roqueira odeia ser considerada uma espécie de alternativa radical para o trio de cantoras mais popular entre as adolescentes. “Tenho outro estilo, outra vivência, outra criação.” Para ela, quem gosta de Sandy não vai querer nem chegar perto de Admirável Chip Novo. “No primeiro acorde de guitarra, a garota sai correndo.”

Outro clichê rejeitado fervorosamente por Pitty é o “tem acarajé no rock” que a mídia
tem usado para apresentá-la. Diz que a música pesada tem um público fiel em Salvador e cita os conterrâneos Raul Seixas e Marcelo Nova, do Camisa de Vênus, para lembrar que não é de hoje que a Bahia tem um pé no rock ’n’roll. “Vivemos em um universo paralelo. Temos nossa própria mídia, nossos próprios lugares, é algo diferenciado. Não tocamos
nos mesmos locais que os cantores de axé e pagode”, afirma, antes de explicar a sua escolha. “Precisava de uma música que tivesse uma mensagem, que me estimulasse a pensar. Nunca tive essa sensação ouvindo axé. Não quero sacudir a minha bunda,
quero sacudir o meu cérebro.”

Comente esta matéria
 
 

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 203
ENQUETE
Filhos de famosos começam a trilhar caminho próprio.
Qual deles você
acredita que
brilhará mais?
:: VOTAR ::
 
QUEM SOU EU?
 
FÓRUM
 BUSCA

RESUMO DAS NOVELAS
Saiba o que vai acontecer durante a semana na sua
novela preferida
TESTE
Você é Beijoqueiro ?
Engana-se quem pensa que beijo não define uma conquista. Descubra se você domina a arte de seduzir com os lábios!
• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
 
| ISTOÉ | ISTOÉ DINHEIRO | PLANETA | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2003 Editora Três