Veja também outros sites:
Home •• Revista ••• Reportagens  
Reportagens

12/05/2003

   
 
Piti Reali
Pai e filho trabalharam em Lavoura Arcaica

 

Revelação / Lula Carvalho
Talento de berço
Filho do fotógrafo Walter Carvalho segue passos do pai e ganha prêmio no Festival de Recife

Juliana Lopes, do Recife

 

A bronca de que Lula Carvalho nunca se esquece foi quando seu pai, o fotógrafo Walter Carvalho, o mais renomado fotógrafo do cinema nacional, o pegou no flagra trocando
o rolo de um filme que tinha acabado de ser rodado. “Não falei que não podia?”, esbravejou. Dudu Miranda, importante fotógrafo que trabalhava como assistente na época, saiu
em defesa do menino. “Pô, Waltinho, ele já sabe fazer isso, não tem jeito!” Walter olhou para os grandes olhos azuis
do atento garoto de 12 anos, paralisado com as duas
mãos dentro do saco preto onde se coloca o rolo de filme. Sabia que não tinha jeito.

Acostumado com o ambiente do cinema desde pequeno, Lula, 25 anos, aprendeu antes dos 10 a seriedade do clima das filmagens. Enquanto seus amigos iam pular Carnaval no Rio, cidade onde nasceu e mora, Lula (apelido de Luiz) preferia se encontrar com o pai nos sets. Brincava com negativos velados, observava o movimento de atores, técnicos e ajudava a montar cenário se fosse preciso. Hoje Lula tem no currículo mais de 10 longas-metragens, como Carandiru, Abril Despedaçado, Lavoura Arcaica e Eu, Tu, Eles, trabalhando como assistente de fotografia. E, como diretor de fotografia, foi premiado pela primeira vez com o curta-metragem Atrocidades Maravilhosas no Festival de Cinema do Recife, que terminou quinta-feira, 1º de maio.

“Nunca quis influenciá-lo. Ele perguntava de fotografia e eu mostrava algum livro de pintura. E sou botafoguense, ele flamenguista doente”, brinca o pai, que não foi o primeiro profissional com quem Lula trabalhou. O principal encontro dos dois a trabalho aconteceu em 2001 no longa-metragem Lavoura Arcaica, de Luiz Fernando Carvalho. Viajaram 4 mil quilômetros pelo sertão nordestino para pesquisar e fotografar. Além do prazer de trabalhar com o pai, Lula experimentou grandes emoções no set: “Chorei várias vezes. Fico arrepiado só de pensar no que o Luiz fazia nas filmagens de Lavoura Arcaica. Como fico bem colado com o câmera, vejo a expressão exata dos atores. O Selton Mello se transformava. Ali não era o Selton, fiquei chocado”.

Comente esta matéria
 
 

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 197
ENQUETE
Aline Moraes e Paula Picarelli interpretam as jovens homossexuais Clara e Rafaela que enfrentam o preconceito em Mulheres Apaixonadas.
O que você acha
do tema ser tratado
na novela das oito?
:: VOTAR ::
 
QUEM SOU EU?
 
FÓRUM
 BUSCA

RESUMO DAS NOVELAS
Saiba o que vai acontecer durante a semana na sua
novela preferida
TESTE
Você é Beijoqueiro ?
Engana-se quem pensa que beijo não define uma conquista. Descubra se você domina a arte de seduzir com os lábios!
• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
 
| ISTOÉ | ISTOÉ DINHEIRO | PLANETA | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2003 Editora Três