Veja também outros sites:
Home •• Revista ••• Reportagens  
Reportagens

14/04/2003

   
 
Cláudio Gatti
“Se me mandarem fazer um lista dos grandes amigos, os três primeiros lugares serão das mulheres com quem vivi. A ex se eterniza”, diz Oswaldo Montenegro
 

 

Música - Oswaldo Montenegro
Cigano da MPB
Cantor e compositor lança CD, conta
a experiência de decidir viver numa
aldeia de pescadores no auge do sucesso,
fala sobre o relacionamento com suas ex-mulheres e com o filho adotivo de 16 anos

Dirceu Alves Jr.

 

O que faria um cantor em plena ascensão resolver morar em uma aldeia de pescadores, em Saquarema, garantindo o peixe de cada dia com um showzinho lá e outro cá? Oswaldo Montenegro justifica a atitude tomada por meio ano, no início da década de 80, logo depois de ficar popularizado com as músicas “Bandolins” e “Agonia”, como uma conseqüência natural em sua trajetória nômade. “O tédio é uma ameaça constante e sempre procurei fugir da chatice”, tenta explicar. “Sofri uma pressão forte do mercado que, na época, não me fez bem. Era jovem demais, queria muito viajar. Simplesmente, o sucesso veio e não quis ficar preso a ele.”

Se tem uma coisa a que Oswaldo Montenegro já se acostumou é ser chamado de louco. “Minha vida sempre foi na estrada”, diz o artista, que eterniza esse destino no recém-lançado CD Estrada Nova. E isso não se limita ao lado profissional, nos mais de uma centena de shows realizados pelo País anualmente. Trata-se de uma opção de vida para esse carioca de 47 anos que cresceu bebendo as influências históricas da cidade mineira de São João Del Rey, onde despertou para a música, e ganhou o mundo na adolescência em Brasília. A ausência de raízes começou a ser desenhada com as constantes transferências do pai militar e se fortaleceu em meados dos anos 80, quando mambembeava pelos Estados atrás de atores locais para montar espetá-
culos musicais, como A Dança dos Signos e Cristal, tor-
rando o dinheiro ganho como cantor. “A música sempre
foi a mãe que me deu grana e o teatro, o padrasto que tirava”, compara Oswaldo.

A obsessão em não se prender a uma rotina reforça o lado cigano da vida do cantor e compositor. Oswaldo não tem casa própria. Declara como residência oficial a de seus pais, Newton e Elvira, no Rio. Mora em hotéis. “Tenho a liberdade e a infra-estrutura de que preciso. Claro que isso não quer dizer que eu não procure coisas eternas e, felizmente, tenho muitas na vida.” Quando o assunto são as paixões, os olhos de Oswaldo brilham e o tom de voz torna-se mais doce e pausado. A maior delas é Pedro, 16 anos, filho de um romance de sua parceira musical e ex-namorada de adolescência, a flautista e pianista Madalena Salles. Os-
waldo adotou o garoto desde o nascimento e lavrou a paternidade em cartório quando Pedro tinha 8 anos. “Meu filho é a pessoa que mais me entende. Ele foi a solidificação da minha relação de 31 anos com a Madalena”, diz ele. Madalena não é menos afetiva ao falar de Oswaldo. “Namoramos três anos. Sempre existiu um grande amor, mas não tínhamos vontade de ficar junto”, relata ela, que mora com o filho no Rio. Mas as constantes turnês não são impedimento para o relacionamento de Oswaldo e Pedro. “Eu nunca vi um pai que nem ele”, elogia Madalena.

Como sempre esteve na estrada, os limites entre o palco e o coração são estreitos para Oswaldo. Seus dois casamentos foram com as cantoras Vanessa Barum e Tânia Maya, de quem acaba de se separar, colegas de elenco dos musicais que montou. “Nunca tive outra maneira de conhecer gente. Passo 24 horas com essas pessoas e, um dia, me apaixono”, afirma. Na busca da constante emoção, Oswaldo garante que não consegue contar o número de amigos nas duas mãos porque lhe faltam dedos. “Eu me cerco de afeto para valer. Mas se me mandarem fazer um lista pode ter certeza de que os três primeiros lugares serão das mulheres com quem vivi. A ex se eterniza, é para sempre”, define.

 

Comente esta matéria
 
 

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 193
ENQUETE
Flavio Briatore, chefe da equipe Renault de F-1, diz que o brasileiro Rubens Barrichello é um ótimo piloto, mas sofre críticas injustas da torcida. Você concorda com o italiano?
:: VOTAR ::
 
QUEM SOU EU?
 
FÓRUM
 BUSCA

RESUMO DAS NOVELAS
Saiba o que vai acontecer durante a semana na sua
novela preferida
TESTE
Inteligência Sexual
Quanto mais uma pessoa entende de sexo, mais satisfação na cama ela tem
• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
 
| ISTOÉ | ISTOÉ DINHEIRO | PLANETA | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2003 Editora Três