Veja também outros sites:
Home •• Revista ••• Reportagens  
Reportagens

09/12/2002

   
 
Alessandra Piedras
Com a namorada, Adriana Penna, com quem não quer dividir o mesmo teto: “A coabitação é mais complicada do que o casamento”, diz ele

 

Carreira
Nelson Motta Produções
De volta ao Brasil há um ano, o produtor
musical lança seu primeiro livro de ficção e
diz que quer se dedicar à carreira de escritor

Luís Edmundo Araújo

 
Leandro Pimentel
“A cada noite de autógrafo saio com uns 10
CDs’’ Nelson Motta, sobre os CDs que
recebe de jovens
músicos esperançosos
em alavancar suas carreiras

Em toda festa é a mesma coisa. Basta Nelson Motta aparecer e um batalhão de jovens músicos que reverenciam o jornalista e produtor cultural sacam do bolso ou da bolsa um CD para presenteá-lo. Todos nutrem a esperança de que ele um dia alavancará suas carreiras. “Digo que não vou ouvir, até pra não enganar ninguém, mas a cada noite de autógrafo saio com uns 10 CDs”, conta ele. Mesmo ignorados, os discos continuam a ser oferecidos. E tem sido assim desde que voltou para o Brasil no ano passado, após 10 anos em Nova York. Mas a falta de disposição para trabalhar com novos artistas tem explicação. Aos 58 anos, Nelson Motta acaba de lançar O Canto da Sereia, seu sexto livro e o primeiro de ficção, e quer se dedicar cada vez mais à carreira de escritor.

Um ano e meio depois de se separar da consultora de moda Costanza Pascolatto, o produtor que lançou Marisa Monte cita o namoro iniciado há um mês com a gerente de produção da Warner Music Adriana Penna, 31, para ilustrar seu momento atual. “Estou com dois romances novos. Um
literário e um amoroso”, brinca.

Apesar de se declarar mais ansioso para escrever um novo livro do que dirigir um show, Nelson abriu uma exceção para a cantora Daniela Mercury, com quem vem trabalhando há um ano. “Fiz porque a Daniela é minha amiga, e para colaborar num momento em que ela está estourando no exterior, mas vem tendo problemas no Brasil”, diz ele, que relaciona a situação da amiga ao desgaste da onda do axé no País.

Para provar que a cantora baiana transcende o gênero que a consagrou, Nelson confia no show marcado para janeiro em Salvador, onde será gravado um DVD, um especial para a MTV e o novo CD, Eletrodomésticos. Tudo para mostrar que Daniela é pop, sem desrespeitar suas raízes. “Ela vai ampliar seus horizontes musicais. Será meio Lula: diferente, mas a mesma na essência”, explica o produtor.

Foi pela mão de Daniela que Nelson Motta conheceu o Carnaval da Bahia mais a fundo, o que lhe deu condições de escrever O Canto da Sereia, uma história policial sobre o assassinato de uma musa do axé. “Ela foi uma grande consultora”, conta o autor, que caiu no Carnaval baiano a convite da cantora assim que deixou Nova York. A volta ao Brasil, aliás, foi o resultado da soma de fatores diversos, que vão desde a ascensão do governo republicano de George W. Bush à volta ao País da filha Nina, do casamento com Marília Pêra, que morava nos Estados Unidos com o pai. “Não tinha sentido ficar lá sozinho”, afirma.

Morador de Ipanema, o escritor, que já passou por três casamentos, nem pensa em dividir a casa com a nova namorada. “A coabitação é mais complicada do que o casamento”, diz, com a experiência de quem foi casado por seis anos com Costanza em países diferentes, ele nos Estados Unidos e ela no Brasil. “Foi um triunfo. Ficamos seis anos e foi maravilhoso”, diz o produtor. Nelson minimizou as recentes declarações de Costanza, que disse não ter se sentido à vontade durante o casamento. “Ela devia estar perturbada na hora. É uma fofa. Tá tudo bem.”

Nelson está prestes a finalizar um livro sobre o Fluminense, para a coleção “Camisa 13”, e já tem o aval de gente do ramo para seguir na carreira literária. “Fiquei impressionada com a qualidade do texto dele”, diz a escritora Patrícia Melo, que incentivou o amigo a escrever o policial baiano e não
se arrependeu. “Ele me mandou os primeiros capítulos e
fiquei totalmente engajada com a história, a ponto de ficar pedindo que me mandasse o resto”, completa a autora de
O Matador
e Inferno, entre outros romances. Pelo visto,
os jovens músicos em busca da fama podem perder a esperança de trabalhar com Nelson.

Comente esta matéria
 
 

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 175
ENQUETE 1
Qual das integrantes do Rouge você
gosta mais?
:: VOTAR ::
 
ENQUETE 2

Onde você acha que Lula deve morar quando assumir
como presidente?

:: VOTAR ::
 
FÓRUM
 BUSCA

RESUMO DAS NOVELAS
Saiba o que vai acontecer durante a semana na sua novela preferida
JOGOS
Monte sua alma-gêmea e ganhe um papel de parede para seu computador
• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
| ISTOÉ | ISTOÉ DINHEIRO | PLANETA | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três