Veja também outros sites:
Home •• Revista ••• Reportagens  
Reportagens

09/12/2002

   
 
Leia mais
Edu LopesA explosão do Rouge
Edu LopesPatricia
Edu LopesLuciana
Edu LopesAline
Edu LopesFantine
Edu LopesFaça o teste
Ouça trecho
das músicas
Ragatanga
 
Não dá pra resistir
 
Todos os direitos reservados É necessário ter instalado os plug-ins Windows Media Player

 

Capa
A explosão do Rouge
continuação

 
Divulgação
Show intimista, em São Paulo: polida geral no
visual e salário entre R$ 5 mil e R$ 10 mil
O sucesso foi milimetricamente planejado pela produtora RGB, que comprou os direitos autorais do programa Popstars e, em parceria com a gravadora Sony e o SBT, investiu nada menos que R$ 7 milhões. A previsão é que o montante seja recuperado até o fim do ano. As meninas, porém, ainda não tiveram tempo de usufruir da fama como querem. Por enquanto, o que há de diferente no cotidiano delas é o luxo com que a RGB as trata. Cada uma das Rouge custa, só de cuidados pessoais, cerca de R$ 5 mil. Constam desse montante gastos com aluguel de um apartamento
para cada uma delas no Itaim, bairro classe média alta de São Paulo, motorista, médicos, cabeleireiro, maquiagem, manicure e depilação em clínicas de estética, alimentação programada por nutricionista, terapia com a mesma psicóloga da Casa dos Artistas. Todas fizeram um tratamento estético na dentição com o Atelier Oral, que costuma atender personalidades do mundo artístico e da moda. O tratamento de correção e clareamento dos dentes chegou a R$ 10
mil, dinheiro que nenhuma delas havia ganho na vida. Sobretudo, Karin e Aline, que têm origem humilde. A RGB também paga um salário variável no contrato – fechado a sete chaves – entre R$ 5 mil e R$ 10 mil.
 

Divulgação
“A porcentagem que elas receberão pelas vendas dos discos é um bom valor comparado aos demais artistas brasileiros. Mas ainda é difícil saber o quanto elas virão a ganhar, porque dependemos dos lucros dos shows. Não estamos preocupados em juntar dinheiro logo, mas em fazer carreira longa com elas”, diz a diretora da RGB, a italiana Elizabetta Zenatti. Como carreira longa entende-se ter sucesso suficiente para vitaminar, no mínimo, mais 3 discos que constam no contrato com a Sony. “Foi para isso que escolhemos talento e não modelos bonitinhas. Para que o sucesso não fosse fulminante”, diz ela.

Rick Bonadio, produtor de discos que lançou nomes e trabalhou com bandas como Mamonas Assassinas, Charlie Brown Jr., CPM 22 e Pepê e Nenem, assinou embaixo do talento das cinco. Como todo produtor, já foi obrigado a gravar com pessoas que não sabiam cantar e deixou claro que a preocupação com a voz sempre foi a força motriz
que moveu a escolha pelas meninas. “Sempre há formas de se afinar a voz num estúdio, mas queríamos emoção de verdade que só se encontra em artistas verdadeiros”, diz Rick. “Meninas muito mais bonitas que elas não foram escolhidas. Não pensávamos em fazer um Spice Girls. Queríamos talento”, diz.

A música que levou o sucesso delas às alturas, no entanto, quase não entrou no disco. “A lista de canções já estava pronta quando ouvi falar de ‘Ragatanga’”, conta o vice-presidente de marketing da Sony Music, Alexandre Schiavo. O refrão totalmente non sense (“Aserehe ra de re De hebe
tu de hebere seibiunouba mahabi
”) não quer dizer nada mesmo. Na explicação de Schiavo, é aquela embromação
que as pessoas que não sabem inglês costumam cantar. “Coisa que as adolescentes do Las Ketchup inventaram”, conta. Las Ketchup são três garotas espanholas que fizeram sucesso com a “Ragatanga”. A versão brasileira tem um misto de espanhol e português e, como chiclete, gruda nos ouvidos. O hit, que emplacou mais do que as outras músicas compradas de compositores de pop americano, carimbou o passaporte das Rouge para o estrelato. O desafio, agora, é fazer esse sucesso durar mais que um verão.

O grande sucesso
Ele chega com a dança possuído pelo ritmo ragatanga
E o DJ que já conhece toca o som da
meia-noite pra Diego,
A canção mais desejada
Ele dança, ele curte, ele canta
Aserehe ra de re
De hebe tu de hebere seibiunouba mahabi
An de bugui na de buididipi
Aserehe ra de re
De hebe tu de hebere seiubiunouba mahabi
Ricardo Stuckert
 

1 | 2

Comente esta matéria
 
 

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 175
ENQUETE 1
Qual das integrantes do Rouge você
gosta mais?
:: VOTAR ::
 
ENQUETE 2

Onde você acha que Lula deve morar quando assumir
como presidente?

:: VOTAR ::
 
FÓRUM
 BUSCA

RESUMO DAS NOVELAS
Saiba o que vai acontecer durante a semana na sua novela preferida
JOGOS
Monte sua alma-gêmea e ganhe um papel de parede para seu computador
• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
| ISTOÉ | ISTOÉ DINHEIRO | PLANETA | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três