Veja também outros sites:
Home •• Revista ••• Reportagens  
Reportagens

14/10/2002

   

Dulce Auriemo
Inspiração de mãe
Compositora e poeta lança livro-CD para crianças com personagens e canções baseadas nas histórias dos filhos e netos

Jonas Furtado

Silvana Garzaro
Ela adiou o projeto musical por causa dos filhos: “Não tinha babá, me dedicava 24h por dia a eles. Sou muito família”, diz Dulce

A compositora, poeta e cantora Dulce Auriemo, 52 anos, poderia estar curtindo uma vida de encontros sociais e viagens. Casada com Caio Auriemo, presidente da Diagnósticos da América, a maior empresa de medicina diagnóstica da América Latina, com faturamento estimado em R$ 430 milhões este ano, ela inovou ao criar em 1998 um espaço de música ao vivo na principal unidade nos laboratórios do marido. Após esse impulso, decidiu ir à luta para realizar um antigo sonho: lançar um CD para crianças. “É um objetivo de vida. Quem me conhece sabe o quão simples eu sou. O importante não é você ter, mas sim realizar”, diz. Dessa vontade nasceu Espantaxim e o Castelinho Mágico, livro-CD com 14 canções baseadas em histórias reais e compostas para os filhos e netos de Dulce.

A ligação com a música é antiga. Vem de antes do casamento, quando estudava piano e violão. A maternidade, no entanto, relegou o talento de Dulce a um segundo plano. “Não tinha babá, me dedicava 24h por dia a eles. Sou muito família”, afirma. Os filhos cresceram e Dulce começou a trabalhar como voluntária em obras assistenciais em comunidades carentes. Também foi diretora de Promoções Culturais do Esporte Clube Pinheiros, em São Paulo, por 11 anos. Mas faltava algo, e ela sabia o que era: “Respiro música, é algo muito importante para mim”.

Entre as primeiras composições e as atuais, passaram-se mais de 20 anos – tempo suficiente para crescerem os filhos e virem os netos. E a inspiração natural de virar avó fez Dulce voltar a compor temas infantis. Depois de Bruno, 3, vieram Bianca, 2, e Marcos, 1, – e, com eles, novas canções. Surgiu a idéia de gravar um CD. Dulce teve de arregaçar as mangas e correr atrás. “Praticamente tive de criar uma produtora. Mas valeu a pena, pois quero trabalhar essas canções nas escolas, para deixá-las conhecidas, fixar uma idéia.” Os novos planos: “Estou começando a desenvolver um musical com os personagens das músicas.”

Comente esta matéria
 
 

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 167
FÓRUM
 
ENQUETE
O novo namorado de Vera Fischer tem 36 anos, estuda Educação Física e espera um convite para trabalhar como técnico de futebol. Você acha que o romance vai
se firmar?
:: VOTAR ::
 
 BUSCA

RESUMO DAS NOVELAS
Saiba o que vai acontecer durante a semana na sua novela preferida
JOGOS
Monte sua alma-gêmea e ganhe um papel de parede para seu computador
• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
| ISTOÉ | ISTOÉ DINHEIRO | PLANETA | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três