Veja também outros sites:
Home •• Revista ••• Reportagens  
Reportagens

14/10/2002

   
 
Tasso Marcelo/ AE
Durante a campanha, em agosto, o candidato tucano, palmeirense “roxo”, cobra um pênalti na Vila Olímpica da Mangueira, no Rio
Antonio Gauderio/ AE
Serra ganha abraço
de Regina Duarte,
em agosto
O Globo
Samba no pé durante a campanha, em agosto
Leia mais
Ricardo Stuckert Capa -Lula busca alianças

 

Capa / Serra
Serra quer zerar a eleição
O candidato do PSDB vai para o segundo turno contra Lula e quer conquistar votos exigindo
que o PT esclareça como cumprirá
promessas de campanha

Leia também:
• Lula busca alianças
• O caso dos dinossauros (urgente)
• A surpresa dos novos rostos (urgente)
• Começa a despedida da Era FHC

Juliana Lopes

 
Marcos Mendes/AE
“Até agora ficamos planejando exaustivamente como tirar cada voto de cada um dos adversários. Agora o caminho é só contra um”, diz Nelson Biondi, marqueteiro de Serra

Dois meses depois de amargar dolorosos 11% de intenções de voto de acordo com o Ibope, o candidato tucano José Serra chega, mais magro, mais rouco e muito mais confiante no 2º turno da maior eleição da história do Brasil, a bordo de cerca de 23% dos votos válidos. No último debate televisivo entre os presidenciáveis, transmitido pela Rede Globo na quinta-feira 3, o senador paulista já se colocava abertamente na posição de vencedor. Irritou principalmente o candidato Ciro Gomes, da Frente Trabalhista, a quem ultrapassou nas pesquisas no princípio de setembro, após uma série de ataques na televisão que desconstruiu a imagem do ex-governador do Ceará.

Sergio Lima/ Folha Imagem
Em um dos raros momentos de descontração, em junho, Serra solta a voz em roda de samba, em trio com o prefeito de Vitória, Luís Paulo Vellozo Lucas, e Rita Camata

“Agora é uma nova etapa. Começamos em uma segunda-feira. Serão três semanas para debater o Brasil e mostrar como os problemas podem ser resolvidos”, disse Serra, na madrugada de segunda-feira 7. Neste segundo turno, o PSDB fala em “segunda eleição”. O termo, que faz petistas rosnarem, virou bordão dos tucanos na última semana antes da realização do primeiro turno. A idéia dos tucanos é tratar os poucos dias de campanha que restam como se estivessem partindo da estaca zero. “Agora vamos chamar o PT para conversar”, diz José Aníbal, presidente do PSDB e candidato derrotado ao Senado por São Paulo, e também um dos articuladores políticos da candidatura Serra. Ele está cotado para assumir a coordenação da campanha no segundo turno no lugar de Pimenta da Veiga.

1 | 2 | 3

Comente esta matéria
 
 

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 167
FÓRUM
 
ENQUETE
O novo namorado de Vera Fischer tem 36 anos, estuda Educação Física e espera um convite para trabalhar como técnico de futebol. Você acha que o romance vai
se firmar?
:: VOTAR ::
 
 BUSCA

RESUMO DAS NOVELAS
Saiba o que vai acontecer durante a semana na sua novela preferida
JOGOS
Monte sua alma-gêmea e ganhe um papel de parede para seu computador
• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
| ISTOÉ | ISTOÉ DINHEIRO | PLANETA | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três