Veja também outros sites:
Home •• Revista ••• Reportagens  
Reportagens

02/09/2002

   
Clique nas imagens
e saiba quem apoia
cada candidato
A guerra dos artistas
Jantar com as estrelas
Lula ganha
novos fãs
O efeito
Patrícia Pillar
Apoios minguados
Política, tô fora
 

 

Capa
O efeito Patrícia Pillar
Principal cabo eleitoral de Ciro Gomes, a atriz entra de corpo e alma na campanha e busca apoios para o marido

Cecília Maia e Luís Edmundo Araújo

 
Claudio Gatti
Juca de Oliveira, Tom Cavalcante, Ciro Gomes e Paulo Pereira da Silva: “Ele é o mais preparado para assumir a Presidência”, diz Juca

Protegida pelos braços do marido, o candidato da coligação Frente Trabalhista Ciro Gomes, a atriz Patrícia Pillar provoca tumulto em cada cidade que chega. Tudo acontece no caminho do aeroporto até o caminhão que vai à frente da carreata ou do carro até o palanque onde ocorrerá o comício. O povo grita seu nome, quer tocá-la, dizer-lhe coisas e pedir autógrafo. No curto, mas lento percurso, a atriz ganha terços, santinhos, flores e até jóias. “Em Diamantina ela ganhou uma pequena pepita de ouro de um cidadão”, conta o assessor do candidato, Egídio Serpa. Apesar da confusão, Patrícia mantém o bom humor. “Estou conhecendo o verdadeiro Brasil, indo a lugares onde nunca fui. Vejo nesses brasileiros alguns dos personagens que representei. Essa é a melhor parte da campanha”, diz, do alto do caminhão da carreata na cidade goiana de Rio Verde.

Oscar Niemeyer apoia Ciro

O entusiasmo de Patrícia, 38 anos, em nada lembra a luta contra o câncer de mama que travou no início do ano, ao extirpar um tumor maligno e submeter-se à quimioterapia. “Ela está absolutamente curada. Só fica em observação porque é praxe nesses casos”, diz o oncologista Marcos Fernando Moraes, responsável pelo tratamento da atriz. Com o aval do médico, Patrícia não pára. “Esse comportamento é coerente com a personalidade dela. A Patrícia sempre foi determinada e se empenha quando acredita numa idéia”, diz o músico Zé Renato, que foi marido da atriz por dez anos. Ela é considerada o principal cabo eleitoral do candidato Ciro Gomes e grande ameaça aos adversários do marido, que se vêem obrigados a lutar contra o novo fenômeno na história política eleitoral do País: o carisma e a fama de uma atriz global que se engajou de corpo e alma na campanha presidencial. “Numa eleição apertada, ela sem dúvida pode ser um diferencial, pode definir o resultado”, analisa o diretor do Instituto Vox Populi, Marcos Coimbra.

Marco Nanini apoia Ciro

A participação de Patrícia é bem diferente dos demais artistas que aparecem nos programas eleitorais de rádio e tevê, muitas vezes em troca de polpudos cachês. “Eu acredito no que ele diz, sei que o Ciro pode mudar o País”, diz ela, que além dos programas, esteve nos palanques, nas ruas, compilou o livro Um Desafio Chamado Brasil, de Ciro Gomes, lançado em maio, e ainda organiza encontros com os colegas de trabalho para ele explicar sua proposta de governo. “Ela está movida por duas paixões: a do lado social, motivada pela vontade de melhorar o País, e a pessoal, que é a paixão pelo marido”, avalia a atriz Eva Wilma. “Gostei que ela tivesse entrado na campanha. Isso dá um colorido especial ao candidato”, diz o ator Marco Nanini, que já declarou voto a favor de Ciro e participou da reunião com os artistas no Rio.

Felipe Barra

Juca de Oliveira, que participou do evento com a classe artística organizado por Patrícia em São Paulo, também definiu o voto no ex-governador do Ceará. “Ele é o mais preparado para assumir a Presidência. Estou declarando meu voto a ele, mas não vou fazer campanha”, afirma o ator. O arquiteto Oscar Niemeyer, histórico comunista, resolveu se engajar nas eleições. Gravou um depoimento que já foi ao ar no horário gratuito e marcou para quarta-feira 28 um encontro com personalidades em seu escritório. “É preciso uma pessoa altiva como Ciro, que pense no futuro”, diz o arquiteto.

Felipe Barra
“Estou conhecendo o verdadeiro Brasil, indo a lugares onde nunca fui. Vejo nesses brasileiros alguns dos personagens que representei’’ Patrícia Pillar, abaixo em carreata em Rio Verde

A força do fenômeno Patrícia Pillar na campanha foi medida pelo Datafolha no final de julho. O instituto constatou que um em cada cinco eleitores com intenção de votar em Ciro confessa ter tomado a decisão em função do relacionamento dele com a atriz. E 54% dos entrevistados acham benéfico o relacionamento para a candidatura de Ciro. “A presença da Patrícia Pillar criou a imagem do casal de verdade e não da mulher como mera figurante do marido. Isso mudou a dimensão da campanha eleitoral trazendo as mulheres para o centro das discussões. Depois dela, os outros candidatos passaram a aparecer com suas esposas e uma mulher se tornou candidata a vice- presidente”, analisa Marcos Coimbra.

Comente esta matéria
Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 161
ENQUETE
Você é a favor de artistas entrarem na campanha presidencial para apoiar seus candidatos?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM 01
Cidade de Deus promete ser o filme nacional mais comentado do ano.
O que você achou da idéia dos diretores
de recrutar atores amadores nas comunidades carentes do Rio de Janeiro?
Dê sua opinião
 
FÓRUM 02
José Antonio Eboli, presidente da maior gravadora do País, diz que acabou a onda do Axé e que as gravadoras erraram por não investir em música de qualidade e carreiras de longo prazo. O que você pensa sobre isso?
Dê sua opinião
 
 BUSCA

RESUMO DAS NOVELAS
Saiba o que vai acontecer durante a semana na sua novela preferida
JOGOS
Monte sua alma-gêmea e ganhe um papel de parede para seu computador
• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
| ISTOÉ | ISTOÉ DINHEIRO | PLANETA | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três