Veja também outros sites:
Home •• Revista  
Bastidores

02/09/2002

   
Felipe Barra
Patrícia Pillar com Cecília Maia em Rio Verde, Goiás: magnetismo pessoal
Piti Reali
Silvia Ruiz entrevista José Antonio Eboli
 
 

A campanha eletrônica

Na campanha presidencial mais influenciada pela mídia, especialmente a eletrônica, era natural que os especialistas em televisão tivessem grande projeção. Pode-se assim marcar três etapas na sucessão de Fernando Henrique Cardoso. Na primeira, brilhou o gênio dos marqueteiros, que usaram o espaço dos partidos políticos para apresentar seus candidatos. Deu-se bem quem apareceu bem, casos de Roseana Sarney, Luiz Inácio Lula da Silva e Ciro Gomes, nesta ordem.

Veio então a segunda etapa da disputa via mídia, caracterizada pela interferência do jornalismo na imagem que se pretendeu construir. Primeiro, o dinheiro da Lunus, em pleno horário nobre, ajudou a desmontar a pré-candidatura de Roseana. Depois, vieram as entrevistas, especialmente as do Jornal Nacional, e os debates, notadamente o da Rede Bandeirantes. Eles ajudaram a desnudar os candidatos, forçando o conflito de idéias, mas também de estilo, de temperamento, de agilidade.

Na última semana, iniciou-se o horário eleitoral, que junta a genialidade dos marqueteiros com o conflito de idéias e estilo. Mas ele pode ser temperado por um terceiro elemento, aquele formado por quem mais entende de fabricar e transmitir emoções pela telinha: os artistas. Foi o que bem fez, na campanha eletrônica, o candidato José Serra.

No quesito do magnetismo pessoal, contudo, ninguém parece maior que Patrícia Pillar. Para retratar algo que ainda não se viu na televisão, Gente enviou a chefe da sucursal de Brasília para Rio Verde, no interior de Goiás, onde Patrícia participou de uma carreata de Ciro Gomes. Em São Paulo e no Rio de Janeiro, outros repórteres da revista mapearam os artistas que apóiam cada presidenciável, por ideologia ou contrato.

Luciano Suassuna
Diretor de Redação

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 161
ENQUETE
Você é a favor de artistas entrarem na campanha presidencial para apoiar seus candidatos?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM 01
Cidade de Deus promete ser o filme nacional mais comentado do ano.
O que você achou da idéia dos diretores
de recrutar atores amadores nas comunidades carentes do Rio de Janeiro?
Dê sua opinião
 
FÓRUM 02
José Antonio Eboli, presidente da maior gravadora do País, diz que acabou a onda do Axé e que as gravadoras erraram por não investir em música de qualidade e carreiras de longo prazo. O que você pensa sobre isso?
Dê sua opinião
 
 BUSCA

RESUMO DAS NOVELAS
Saiba o que vai acontecer durante a semana na sua novela preferida
JOGOS
Monte sua alma-gêmea e ganhe um papel de parede para seu computador
• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
| ISTOÉ | ISTOÉ DINHEIRO | PLANETA | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três