Veja também outros sites:
Home •• Revista ••• Reportagens  
Reportagens

19/08/2002

   
 
André Durão
Ele diz que se sente curado por uma religiosa da Igreja Renovação Carismática: “Precisava de ajuda até para escovar os dentes”

 

Esporte / Mequinho
Vitória de mestre
Depois de superar doença neuromuscular, maior enxadrista brasileiro volta aos tabuleiros defendendo o País na Olimpíada de Xadrez

Eduardo Minc

 

Em 1978, aos 26 anos, Henrique da Costa Mecking ficou internado por três dias em um hospital em Houston (EUA). Vítima de miastenia, doença neuromuscular que ataca progressivamente os nervos e os músculos – a mesma que matou o magnata grego Aristóteles Onassis –, ele ouviu um quadro desanimador de seu neurologista: “Dê graças a Deus por estar falando. Amanhã você pode nem respirar”. Na época, o gaúcho Mequinho, que já havia vencido campeões mundiais como o russo Mikhail Tal, era o terceiro melhor enxadrista do mundo e corria o risco de abandonar a carreira para sempre.

Com a mesma garra com que conquistou o título de Grande Mestre Internacional de xadrez nos anos 70, quando foi comparado ao russo Garry Kasparov – o melhor jogador da atualidade –, Mequinho contrariou os prognósticos. E agora está de volta aos tabuleiros. Em outubro defenderá o Brasil na Olimpíada de Xadrez, na Eslovênia. Será seu retorno às competições internacionais. “Estou mais vivo do que nunca”, comemora ele, que foi campeão brasileiro de xadrez aos 13 anos.

Hoje, com a doença sob controle, Mequinho segue se tratando com remédios homeopáticos e cumpre à risca a dieta determinada pelos médicos. Formado em Teologia, o jogador diz que se sente curado por uma religiosa da Igreja Renovação Carismática que, no auge da doença dele, esteve diversas vezes na casa do enxadrista, no Rio, fazendo orações.

Com a voz fraca em conseqüência de uma inflamação de garganta causada pela doença, Mequinho conta que ficou sem falar durante um ano e só se comunicava através de bilhetes. Também não se esquece dos momentos em que se tornou completamente dependente. “Fiquei sem força nos braços para nada. Minha empregada me dava comida na boca e precisava de ajuda até para escovar os dentes”, diz. Recuperado, Mequinho deve continuar dando trabalho, só que para os adversários.

Comente esta matéria
Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 159
ENQUETE
Fábio Jr. diz que já viu naves espaciais e seres que habitam o interior da Terra. E você?Já viu seres extra-terrestres?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
Kléber Bambam comprou um apartamento dúplex no Rio, Bárbara Paz ainda não teve tempo de gastar o prêmio da Casa 1 e Elaine, vencedora de No Limite 1, voltou a ser cabeleireira. O que você pensa da fama repentina que eles conquistaram? Dê sua opinião
 
 BUSCA

RESUMO DAS NOVELAS
Saiba o que vai acontecer durante a semana na sua novela preferida
JOGOS
Monte sua alma-gêmea e ganhe um papel de parede para seu computador
• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ISTOÉ DIGITAL | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três