Veja também outros sites:
Home •• Revista ••• Reportagens  
Reportagens

29/07/2002

   
Damas do Poder
Marisa Letícia
Lula da Silva
Patrícia Pillar
Monica Serra
Rosinha Garotinho
Anaí Caproni Pinto

Capa
A companheira Marisa
Rejuvenescida por uma plástica e um
novo corte de cabelo, a mulher de Lula
se rende aos palanques pela primeira
vez na história política do marido

Marina Monzilllo

 

Não foi apenas Luiz Inácio Lula da Silva que andou caprichando no visual nos últimos tempos. Há poucos dias, sua esposa, Marisa Letícia Lula da Silva, passou por uma transformação digna das revistas femininas. Aos 52 anos, mudou o corte do cabelo, trocou as saias floridas por terninhos elegantes e se submeteu a uma cirurgia plástica, um lifting facial que a rejuvenesceu vários anos.

Jayme de Carvalho Jr.
São Paulo, 29 de junho de 2002 Marisa vibra na convenção do PT: “Até hoje ela não abre mão de Lula e os filhos lavarem as próprias meias e cuecas”, conta Frei Betto, amigo do casal

Toda a preocupação com a aparência tem a ver com
o inédito favoritismo do marido. A dona-de-casa, que
sempre se manteve distante de comícios e outros
eventos políticos, finalmente cedeu aos apelos da exposição pública. “Marisa está em uma fase de auto-estima em alta”, anima-se Lula, primeiro colocado na disputa com 35% das intenções de voto segundo a última pesquisa Vox Populi. Ela está casada há 28 anos com o candidato do PT à Presidência. Marisa tem três filhos com Lula (além disso, cada um tem um filho de outro casamento) e é avó de dois netos, Thiago e Ashtar Alexandre.

AE
São Paulo, 15 de novembro de 1989 Viúvos, Lula e Marisa estão juntos há 28 anos: o primeiro marido foi morto a tiros

A participação mais intensa da esposa faz parte da estratégia dos articuladores da campanha de Lula, que querem apresentar ao eleitorado o lado “família” do político. Mas tantos holofotes não são da natureza de Marisa, descrita por amigos como uma mulher simples, mas guerreira e de fibra. “Ela não gosta de aparecer, não é da índole dela. Seu negócio sempre foi cuidar dos filhos e de suas plantas”, conta Frei Betto, amigo de Lula há 22 anos.

Filha de um hortelão que vendia legumes e verduras
em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, Marisa não compra esses alimentos há anos. Ela mesma os cultiva no sítio da família, à beira de represa Billings, na região da Grande São Paulo.

Mesmo na corrida presidencial de 1989, quando veio
à tona a existência de Lurian, a filha de Lula com a
ex-namorada Miriam Cordeiro, Marisa conseguiu
manter-se longe do assédio da mídia. “Minha relação com ela sempre foi muito boa”, conta Lurian. “Ela me respeita, conversamos, pessoalmente ou por telefone, e ela demonstra muito carinho pela minha filha.” Maria Beatriz, filha de Lurian, tem sete anos.

Lula e Marisa se conheceram no Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, que ela freqüentava como funcionária da prefeitura, e em sete meses se casaram. Ambos eram jovens e viúvos. Em 1970, o primeiro marido de Marisa, o taxista Marcos Cláudio da Silva, havia sido encontrado morto a tiros em um campo de futebol, três meses após o casamento. Marisa estava grávida do primeiro filho e lhe deu o mesmo nome do pai que ele não conheceu, Marcos Cláudio. “A polícia investigou a hipótese de vingança”, lembra uma ex-vizinha do casal. A união com Lula aconteceu quando a criança já tinha três anos. O petista tratou o garoto como seu próprio filho e, depois que incorporou o apelido ao nome, atendeu o pedido do enteado que hoje se chama Marcos Cláudio Lula da Silva.

Mesmo longe dos palanques, Marisa acompanhava de perto as lutas do marido. Em 1980, Lula, então presidente do Sindicato, foi preso por agentes do Dops. “Lula e Marisa estavam dormindo quando a polícia chegou. Ela se manteve serena o tempo todo e ajudou o marido a arrumar uma pequena mala para levar à prisão”, conta Frei Betto.

Até começar a se envolver na campanha, Marisa tinha uma vida típica de dona-de-casa. Ia ao mercado sem ser reconhecida, nunca teve empregada e sempre fez todo o serviço doméstico. “Mas de uma coisa não abre mão até hoje: Lula e os filhos têm de lavar as próprias meias e cuecas”, ressalta Frei Betto.

Mas Marisa está longe de ser alienada. Lê os jornais de ponta a ponta diariamente e é conselheira de Lula. Com a política, ela teve apenas um pequeno envolvimento, na década de 80. Frei Betto dava aula de formação política na Pastoral Operária do ABC, ela freqüentou o curso, mas, ao final, Lula não gostou da idéia de ter de ficar com os filhos, enquanto ela estava fora.

Marisa é simpática com todos que circulam ao redor de Lula. Fumante inveterada, é comum vê-la curtindo um cigarro e tomando uma cerveja ao lado de assessores do PT enquanto o marido fala nos palanques. Por enquanto, a dona-de-casa não está preocupada com o papel de primeira-dama que poderá desempenhar. “Prefiro esperar o resultado e depois decidir em que tipos de atividades vou me envolver”, avisa, através da assessoria de imprensa do partido. Uma coisa é certa: se depender dela, a horta do Palácio da Alvorada vai ficar verdinha.

 

Comente esta matéria
Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 156
ENQUETE 1
Quem você elege para primeira-dama?
:: VOTAR ::
ENQUETE 2
Você acha que o resultado da Casa dos Artistas 3 está sendo manipulado?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
Helô Pinheiro briga na Justiça com a família de Jobim e Vinícius pelo direito de usar o título A Garota de Ipanema e desabafa: "Eles me fizeram e agora as famílias deles me pisam". E você? O que pensa a respeito? Dê sua opinão
 
 BUSCA

RESUMO DAS NOVELAS
Saiba o que vai acontecer durante a semana na sua novela preferida
JOGOS
Monte sua alma-gêmea e ganhe um papel de parede para seu computador
• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ISTOÉ DIGITAL | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três