Veja também outros sites:
Home •• Revista ••• Reportagens  
Reportagens

15/07/2002

   
 
Divulgação
Por trás da fama, Shakira é uma típica garota que sonha se casar e ter filhos: “O que falta para eu ser feliz é ver meu país em pé”, diz ela, sobre a Colômbia

 

Música / Shakira
Popstar latina
A cantora colombiana de 25 anos conquista
o concorrido mercado americano com seu primeiro disco gravado em inglês e, em
10 anos de carreira, torna-se a maior estrela latina do mundo

Vivianne Cohen

 

De passagem pelo Rio para o lançamento do DVD MTV Unplugged, a cantora Shakira não titubeou ao ouvir da janela de seu quarto no Hotel Copacabana Palace, a batucada dos torcedores que lotaram as ruas para recepcionar a Seleção, na terça-feira 2. Chamou seus músicos e, com um boné estrategicamente enfiado na cabeça, rumou para a praia para arriscar alguns passos de samba. Com a agenda lotada de compromissos para divulgar o DVD gravado em 1999, em Nova York, a cantora vibra quando tem a oportunidade de fugir da rotina. “Descobri que não há nada melhor do que coçar a barriga. Fico feliz em não fazer nada”, conta.

De calça jeans e camiseta, com a raiz dos cabelos sem tintura e cara de sono, Shakira recebeu Gente no fim da manhã da quarta-feira 3. Simpática, pediu desculpas por estar cansada. A conversa revelou uma garota simples, embora tenha se recusado a posar para fotos naquele momento. Nem parecia o mulherão que conquistou status de celebridade americana ao lançar seu primeiro disco em inglês, Laundry Service, que estampou a capa da revista Rolling Stone, bíblia do mundo pop, e que ganhou o apelido de Alanis Morissette latina. Hoje, Shakira é a principal popstar latina. A cantora já atingiu a marca de 18 milhões de cópias vendidas no mundo, com 5 discos lançados, e o hit “Whenever Wherever”, de seu último CD, ficou 16 semanas entre as 10 músicas mais tocadas nos Estados Unidos. Além disso, coleciona um Grammy americano como melhor álbum pop latino e mais dois da edição latina. No Brasil, seu sucesso também é estrondoso. Ela já vendeu 1,2 milhão de discos.

Nada mal para uma menina filha de libaneses que nasceu em Barranquila, na Colômbia. Shakira é a mesma jovem que gostava de andar descalça pelas ruas de sua cidade. Sonha se casar, mas primeiro diz que precisa encontrar tempo para a lua-de-mel com o namorado Antonio, filho do ex-presidente Fernando De La Rúa. Shakira é econômica quando fala de seu namoro. “Sei quando vamos nos casar, mas não vou te falar”, encerra. Mas deixa escapar um desejo: “Quero ter dois filhos, mas o Antonio quer quatro”.

Shakira também desconstrói o mito de ser uma estrela ao jurar que não liga para vaidades. Diz que não pinta as unhas e nunca fez um tratamento de pele. Também não é muito fã de ginástica e não dispensa um chocolate. E garante que tem seus dias de insegurança. Já foi ruiva, morena e agora cultiva fios loiros. “Às vezes me acho feia”, afirma. Outra coisa que impressiona em Shakira é sua religiosidade. É católica praticante. Reza antes de dormir e tenta ir à missa aos domingos. A última vez foi no Canadá, há duas semanas. Em suas preces, pede a volta da paz na Colômbia. “O que falta para eu ser feliz é ver meu país em pé”, diz ela, num português quase perfeito.

Uma de suas maiores alegrias foi conhecer o papa, em maio de 1998. É nessas horas que ela esquece todos os percalços pelos quais passou para chegar ao topo. “Sabia que algum preço eu teria de pagar”, diz. Ela conta que nem se lembra da última vez em que esteve na Colômbia. “Moro nos aviões”, afirma ela, que nos últimos tempos vive em Miami. Desde os 13 anos dedicando-se integralmente a sua carreira, quando lançou seu primeiro CD, Magia, Shakira, 25, diz que teve de acostumar-se com seu ritmo de vida. “Conheci o sucesso aos poucos e isso me deu tempo para me adequar”, explica. Mas ainda sofre um pouco com o fato de estar cercada de pessoas à sua volta quase o tempo todo. Shakira sente falta de ficar sozinha. “Aí expulso todo mundo.” Para compor suas músicas, desenvolveu uma tática especial: aproveita o silêncio das viagens de avião.

Shakira atribui o sucesso ao seu total empenho na carreira, que já dura dez anos. “Gosto de ter o controle de tudo”, diz. Para se impor, a cantora conta que, desde cedo, foi obrigada a defender suas opiniões. “Aprendi isso na minha família. Sou a mais nova de oito irmãos, mas tive que amadurecer rápido.”

Comente esta matéria
Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 154
ENQUETE
Você acha que Xuxa fará o mesmo sucesso sem Marlene Mattos?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
O candidato Ciro Gomes encosta em Serra, ameaça Lula no segundo turno e muda o cenário da disputa presidencial. O que você pensa a respeito? Dê sua opinião
 
 BUSCA

RESUMO DAS NOVELAS
Saiba o que vai acontecer durante a semana na sua novela preferida
JOGOS
Monte sua alma-gêmea e ganhe um papel de parede para seu computador
• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ISTOÉ DIGITAL | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três