Veja também outros sites:
Home •• Revista ••Diversão & Arte  
Diversão & arte - Livros

24/06/2002

   
Divulgação
Ian McEwan: três anos de trabalho em Reparação, um dos melhores romances dos últimos tempos
 
 

 

 

 

 

 

Romance
Reparação
O inglês Ian McEwan consegue se superar
com livro imperdível

Mariane Morisawa


O escritor inglês Ian McEwan é um dos principais nomes da literatura mundial atual. Nascido na cidade de Aldershot, em 1948, passou a infância em lugares como Cingapura e Líbano. Formou-se em literatura e escreveu roteiros de filmes como O Anjo Malvado e O Inocente. Mas foi nos livros mesmo que ele mostrou seu talento, chegando a vencer o prestigiado Booker Prize, principal prêmio literário da Grã-Bretanha, em 1998, por Amsterdam. Depois disso, ele passou três anos trabalhando em Reparação (Companhia das Letras, 445 págs., R$ 36). Valeu esperar.

No quentíssimo verão de 1935, a desunida família Tallis prepara-se para se encontrar. Para a ocasião, a egocêntrica Briony, a filha mais nova, ensaia a encenação de sua peça, Arabella em Apuros. Isso até ela ver, da janela de seu quarto, sua irmã mais velha, Cecilia, entrando em roupas de baixo na fonte do jardim, sob o olhar de Robbie, filho da faxineira. A partir daí, a menina de 13 anos se descobre adulta, romancista e começa a criar sua própria realidade, que a faz cometer um crime e estragar a vida de parte da família. É por causa desse crime que Briony passará o resto de seus dias tentando a reparação.

Dividido em três partes, o romance de McEwan muda de pontos de vista constantemente, explorando a psicologia dos personagens, ao mesmo tempo em que discute as relações de classe na Grã-Bretanha e disseca a culpa de Briony. Faz ainda um relato emocionante da retirada dos soldados ingleses da França. Mas será um retrato fiel? Porque, acima de tudo, o livro fala da literatura e de como um escritor pode adequar à sua imaginação quaisquer fatos ou realidades. Por tudo isso e mais sua prosa rica e instigante, Reparação é um dos melhores romances dos últimos tempos. Realidade e ficção

 

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 151
 
ENQUETE
Thomas Green Morton conseguirá ganhar o desafio milionário do mágico americano James Randi?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
O psicoterapeuta Ari Rehfeld diz que confinamento de reality show pode levar participantes à depressão e que o ponto em comum entre eles é a carência afetiva. O que você pensa a respeito? Dê sua opinião
 
 BUSCA

RESUMO DAS NOVELAS
Saiba o que vai acontecer durante a semana na sua novela preferida
JOGOS
Monte sua alma-gêmea e ganhe um papel de parede para seu computador
• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ISTOÉ DIGITAL | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três