Veja também outros sites:
Home •• Revista ••• Reportagens  
Reportagens

13/05/2002

   
 
Fotos: Leandro Pimentel
“Minha filha foi planejadíssima. Fiquei sete meses tentando engravidar”, diz Kelly, mãe de Suzanna, de um ano e meio, sua filha com Latino
• • •
 
Fotos: Leandro Pimentel

 

Sucesso/Kelly Key
Musa Baba Baby
Namorada do cantor Latino, a cantora vendeu 100 mil cópias do primeiro disco, faz até quatro shows por dia, comprou 100 calças e 60 botas com cachês e já parou no hospital pelo assédio de fãs

Carlos Braga

 

Num dos raros intervalos da agenda, Kelly Key aproveita para almoçar. São 18h e ela, que acordou às 6h, devora um hambúrguer encharcado de catchup. Tem sido assim desde que a música Baba estourou nas rádios. Às vezes, a rotina de shows (chegam a quatro por dia), fotos e entrevistas sequer a deixa dormir. Como na manhã em que chegou em casa depois de uma série de compromissos e encontrou jornalistas esperando-a na sala. Mãe de Suzanna, de um ano e meio, sua filha com o cantor Latino, Kelly Key, 19, ainda está se acostumando com a fama repentina. “Quando escrevi “Baba”, pensei: ‘Vou mandar alguém babar?’. Tinha vergonha, mas a gravadora escolheu essa música para tocar. Eles disseram que era um chiclete, e acertaram”, conta Kelly.

Acertaram mesmo. Com pirataria e tudo, ela vendeu 100 mil cópias do CD, Escondido. A fama tem rendido uma média de 25 shows por mês, com cachês entre R$ 4 mil (playback) e R$ 12 mil (com banda). Um dia normal da cantora começa às 6h, com sessões de fotos das 8h ao meio-dia. Se der para almoçar, almoça. Se não, come qualquer coisa a caminho das rádios e entrevistas. À noite, faz no mínimo dois shows. Kelly Key até pediu o último dia 29 de abril inteiro para dormir, antes de encarar 48 horas seguidas de compromissos. Conseguiu, mas não descansou. Cuidou da filha e das obras na casa dos pais, no Rio.

Kelly diz que as letras de seu disco, como a de “Escondido” – “A gente sai escondido, pra beijar na boca e fazer amor” –, retratam sua experiência pessoal. Por isso, acredita que os adolescentes se identificam com elas. “Muitas meninas me têm como psicóloga, me contam suas vidas, as dificuldades que vivem em casa com os pais. Recebo mais de 300 e-mails por dia”, conta a cantora, que queria ser veterinária.

Fanática por games – tem mais de 150 –, Kelly também assume-se como consumista e está construindo um closet para abrigar as roupas novas. Com os cachês, lotou seu armário, invadiu o da mãe e o do irmão mais novo. Ela nem imagina quantas peças tem ao todo, mas calcula que só de calças comprou mais de 100, além de 60 botas e dezenas de óculos, de todas as cores e formatos. “Quero fazer tipo um camarim. É um quarto todo armário, que quero fazer meio rosa e lilás”, planeja, entusiasmada.

Mas a fama também tem rendido chateações. Apesar de gostar do assédio, ela tem trabalho para evitar os fãs mais afoitos. Um deles tentou tirar seu brinco à força e rasgou o lóbulo de sua orelha direita. Outro tentou levar um pedaço de sua bochecha à dentada. “Dá pra acreditar?”, espanta-se. Falar sobre a vida pessoal também a incomoda, principalmente se o assunto for Latino. A gota d’água foi a insinuação de que ela havia engravidado porque o casal teria esquecido a camisinha. “Minha filha foi planejadíssima. Fiquei sete meses tentando engravidar. Quando estava para desistir, aconteceu”, lembra.

O namoro com Latino começou quando Kelly tinha 13 anos. Com 16, os dois foram morar juntos, apesar de o pai, Porfírio, torcer o nariz. Para Latino, foi o destino. “Eu a conheci na gravação de um clipe de uma música minha. Quando a vi, falei que ela não participaria, que ela seria minha namorada. Sempre tive o dom de pressentir as coisas.” Pode-se dizer que também vislumbrou o sucesso de Kelly. “Disse a ela: ‘Se você cantar afinado e dançar como as americanas você vai estourar’.” Dito e feito.

Comente esta matéria
Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 145
 
ENQUETE 1
Você prefere a Gisele Bündchen loira ou morena?
:: VOTAR ::
 
ENQUETE 2
Você acha que Belo está realmente envolvido com o tráfico de drogas?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM 1
O que você pensa da escalação de Luís Felipe Scolari para a Copa do Mundo?
 
 BUSCA

LEIA TAMBÉM
 

Eleição
Pesquisa de ISTOÉ mostra que lula chega a 39%, mas que tudo ainda pode mudar

Dados Mágicos
Tente a sorte
no jogo da vida!

A febre do Botox
Procura pela fórmula da juventude cria um mercado de US$ 1 bilhão

Olho biônico
Equipe com oftaltalmo brasileiro devolve a visão a um cego implantando chip na retina

• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ISTOÉ DIGITAL | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três