Veja também outros sites:
Home •• Revista ••Diversão & Arte  
Diversão & arte - Teatro

29/04/2002

   
Divulgação
Vladimir Britcha e Drica Moraes (os primeiros, da dir. para a esq.) são os nomes mais famosos de um elenco impagável

 

 

 

 

 

Comédia Surreal
Mamãe Não Pode Saber
Com produção excelente e texto hilário, o pernambucano João Falcão mostra mais uma vez que é um dos melhores dramaturgos do País

Mauro Ferreira


Escrita em 1993 e encenada no mesmo ano no Recife (PE), a comédia Mamãe Não Pode Saber chega em nova montagem ao Rio, no embalo do sucesso nacional de seu autor e diretor, o pernambucano João Falcão. O que se vê no palco em forma de arena do Teatro Sesc Copacabana é a mesma engenhosidade de textos anteriores de Falcão, como A Dona da História e Uma Noite na Lua. Mas só que em tom mais surreal, num coquetel de estilos que mistura besteirol, teatro do absurdo e até melodrama.

Drica Moraes e Vladimir Britcha são os nomes mais conhecidos do homogêneo elenco. Eles vivem, respectivamente, Flora e Armando, empregada e motorista de uma família caótica às voltas com seqüestradores, segredos e uma falência moral e financeira. Mas quem rouba a cena são os atores Lázaro Ramos e Edmilson Barros, antigos companheiros de cena de Falcão. Lázaro está especialmente impagável como Priscila, magérrima aspirante a top model de 13 anos. Mas ele também se destaca como um político comandado por seu marqueteiro assessor Moreira, papel do também afiado Edmilson Barros.

O diretor monta um divertidíssimo quebra-cabeça em que os atores se revezam em dois ou três papéis. O resultado é hilariante e faz a platéia gargalhar com um texto debochado e atualíssimo nas diversas referências a seqüestros. É antológica a cena em que, às escuras, todos os personagens contracenam, identificados apenas pelas vozes dos atores. Aliás, em certos momentos, Falcão faz questão até de desfazer a ilusão do teatro, sem prejuízo do riso. Teatro em estado de graça

Teatro Sesc Copacabana
Rua Domingos Ferreira, 160, Copacabana – Tel.: (21) 2548-1088

 

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 143
 
ENQUETE
Sandra de Sá, Chico Anysio e Núbia Ólive mudaram seus nomes artísticos por causa da numerologia. Você faria o mesmo?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM 1
Depois dos relacionamentos com Adriane Galisteu e Eliana, Roberto Justus diz que cansou da vida de celebridade e que quer voltar a ser apenas um empresário. Você acha que isso é possível?
Dê sua opinião
 
 BUSCA

LEIA TAMBÉM
 

"Aqui não há recompensas"
: Lygia Fagundes Tellles diz que fez palestras para ganhar dinheiro

Oráculo Celta
Conheça a Voz da Floresta

O apetite de Bolla
O garçom que virou dono de restaurantes sofisticados

Dino cão-de-guarda e o repórter-robô
Nova geração
de seres metálicos promete aposentar seguranças e correspondentes
de guerra

• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ISTOÉ DIGITAL | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três