Clique para ver a capa ampliada
EDIÇÃO 134
 CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 BATE PAPO
 GALERIA DE FOTOS
 JOGOS E TESTES
 MULTIMÍDIA
 QUIZ
 SEÇÕES
 ACONTECEU
 BASTIDORES
 CELEBRIDADE
 DIVERSÃO & ARTE
 ENTREVISTA
 ESTILO
 EXCLUSIVAS
 IMAGENS DA SEMANA
 INTERNET
 MODA
 MUNDO
 QUEM SOU EU?
 REPORTAGENS
 URGENTE
 SERVIÇOS
 ASSINATURAS
 ASSINE NEWSLETTER
 EDIÇÕES ANTERIORES
 ESPECIAIS
 EXPEDIENTE
 FALE CONOSCO
 PUBLICIDADE
 BUSCA

 

 

por Luciana Franca e Mariana Kalil

25/02/2002

Eram pobres, ficaram milionários

Para quatro estrelas do showbiz internacional, o caminho para a fama teve um começo humilde — às vezes humilhante. Abaixo, as histórias que acabam de ser relatadas sobre personalidades da música e do cinema.
Fotos: AP, Reuters

Hilary Swank
Quando ganhou o Oscar de melhor atriz por Garotos não Choram, Hilary Swank agradeceu muito à mãe. Tinha motivo. Em 1990, as duas mudaram-se para Los Angeles com apenas US$ 75 – para que a filha corresse atrás do sonho de se tornar atriz. Hilary cresceu num estacionamento de trailers. No colégio, sofria discriminação. “Os colegas gozavam porque eu não pertencia à mesma classe social deles”, lembra. Hoje, cobra cachê de US$ 1 milhão por filme. Recentemente, a joalheria Bulgari, de Roma, abriu as portas de madrugada só para satisfazer o desejo da atriz de comprar um relógio.

Shania Twain
Leva na ponta da língua uma frase pronta para definir o sucesso. “O fato de ter sido pobre impulsionou minha carreira”, diz a cantora canadense. “Havia dias em que eu não tinha o que comer.” Shania ia para a escola e não conseguia se concentrar nas aulas devido à fome. “Meus colegas abriam suas lancheiras e eu ficava olhando.” Vive atualmente num castelo na Suíça. Não comete extravagâncias. Teme perder a fortuna e viver novamente dias difíceis. “Meus amigos me sacodem e dizem: ‘Relaxe, a guerra acabou’”, diz.

Sarha Jessica Parker
Na pele da sofisticada personagem Carrie Bradshaw em Sex and the City, a atriz usa vestidos Prada de US$ 3 mil. Na vida real, Sarah Jessica Parker vive num mundo bem diferente. Cresceu vendo a mãe comprar vestidos de US$ 0,99 em lojas de segunda mão. “Não tinha Natal e era comum desligarem o telefone da nossa casa por falta de pagamento”, diz. O salário de US$ 150 mil por episódio no seriado não transformou Sarah numa perdulária. Ela não esquece o passado. “Todos os dias eu olho para trás e agradeço por tudo que conquistei.”

Jim Carrey
Muitos atores abandonaram a escola para seguir a carreira artística. Para Jim Carrey, largar os livros foi questão de sobrevivência. O ator trabalhou desde cedo para sustentar a família depois que o pai ficou desempregado. Foi obrigado a vender seu saxofone para pagar as despesas do hospital na ocasião do nascimento da irmã. Em 1995, as coisas mudaram. Carrey ganhou US$ 20 milhões para estrelar The Cable Guy. Não abriu caderneta de poupança. Comprou um jatinho particular e uma mansão de US$ 4 milhões.

“Quando estamos juntos, Justin só quer jogar videogame’’
Britney Spears, cantora, revelando o passatempo favorito do namorado Justin Timberlake, do grupo pop N’Sync, em entrevista ao Channel 4

próxima >>

 



Búzios
Quiromancia
Horóscopo chinês
Altar Virtual
Cartomancia
Novo Tarô
Biscoito da sorte
Realejo
Bola 8
Par perfeito
I-Ching
Runas
Vidente
Numerologia
Horóscopo
 
ENQUETE
Você acha que o senador Eduardo Suplicy e Ana Miranda formam um bom casal de namorados?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
A segunda versão de Casa dos Artistas entrou no ar e, mais uma vez, arrasou a audiência da Globo. Qual é o segredo de Silvio Santos?
 
CHAT
Nome (até 20 caracteres):
Escolha uma sala