Clique para ver a capa ampliada
EDIÇÃO 125
 CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 BATE PAPO
 GALERIA DE FOTOS
 JOGOS E TESTES
 MULTIMÍDIA
 QUIZ
 SEÇÕES
 ACONTECEU
 BASTIDORES
 CELEBRIDADE
 DIVERSÃO & ARTE
 ENTREVISTA
 ESTILO
 EXCLUSIVAS
 IMAGENS DA SEMANA
 INTERNET
 MODA
 MUNDO
 QUEM SOU EU?
 REPORTAGENS
 URGENTE
 SERVIÇOS
 ASSINATURAS
 ASSINE NEWSLETTER
 EDIÇÕES ANTERIORES
 ESPECIAIS
 EXPEDIENTE
 FALE CONOSCO
 PUBLICIDADE
 BUSCA

 

 

17/12/2001

CARREIRA

ADRIANA GARAMBONE
Sucesso até nas Arábias

Escalada para a minissérie O Quinto dos Infernos, a atriz viveu no Marrocos na adolescência, onde recebeu a oferta de 150 camelos para se casar e ficou com trauma de comer carneiro

Luís Edmundo Araújo

André Durão
Convidada para posar nua, Adriana não aceitou, mas não descarta a possibilidade: “Depende de muita coisa. Não digo que nunca farei”

Ela não está na trama de O Clone mas tem experiência de sobra quando o assunto é cultura muçulmana. Depois de morar durante nove meses no Marrocos quando tinha 11 anos, a atriz Adriana Garambone, 30, até hoje se recorda de momentos marcantes, como a oferta de 150 camelos que recebeu para se casar, e do sofrimento nos banquetes com pratos típicos da região. No fim da viagem, porém, o saldo foi positivo. “Eu me diverti muito lá”, lembra a atriz, prestes a estrear na minissérie O Quinto dos Infernos como a senhora Saucer, uma alpinista social que planeja subir na vida com a chegada da família real portuguesa ao Brasil.

Quando foi para o Marrocos, Adriana nem pensava em ser atriz, mas já queria ser bailarina. Dos 10 aos 20 anos, fez aulas de balé clássico e dança moderna. Só parou quando viajou com a mãe, Irene, para Rabah, em 1982, onde o padastro, Jaime Valente, foi técnico da seleção do Marrocos. A oferta dos camelos, aliás, foi feita pelo presidente da Federação Marroquina de Futebol, que a queria como esposa do filho. “Só achei graça da idéia”, conta a atriz.

Num jantar de cerimônia, a situação foi diferente. Ao se deparar com um carneiro assado servido inteiro na mesa, Adriana teve de comer, mas não esqueceu o trauma. “Fiquei com pena. Carneiro, agora, nunca mais.” Durante um ano, em 1999, a atriz fez uma dieta rígida, sob os cuidados de um nutricionista, só “para experimentar uma alimentação regrada”. Hoje ela procura se alimentar bem, evitando doces, mas sem ser radical. A boa forma é completada com aulas esporádicas de dança, o hobby que não chegou a virar ofício, mas que até hoje ela não larga.

A atual profissão, aliás, é uma conseqüência da antiga paixão. “Entrei na CAL (Casa de Artes de Laranjeiras, no Rio) para ampliar meus horizontes na dança.” Nas primeiras aulas com o diretor Moacyr Góes, já sabia o que queria fazer da vida. E foi numa peça do professor que a atriz estreou no teatro, em 1991, com Romeu e Julieta. “A Adriana se livrou do estigma da mulher bonita, que é muito mais cobrada no Brasil. Ela não é deslumbrada. É disciplinada e tem vontade de investir na carreira”, diz Moacyr, que a dirigiu em Epifanias, Escola de Bufões e Eduardo II.

Solteira há nove meses, depois de um casamento de dois anos e meio com Cláudio Lins, Adriana fez recentemente um ensaio com fotos sensuais para um site. Convidada a posar sem roupa, não aceitou, mas não descarta totalmente a possibilidade. “Depende de muita coisa. Não digo que nunca farei.” No teatro, a atriz já apareceu nua. Ela, no entanto, garante que é mais fácil. “Na foto eu dependo do fotógrafo. No palco me coloco da maneira que acho mais bacana”, afirma Adriana, que tirou a roupa na peça Relax, de Wolf Maia.

Comente esta matéria
 



Altar Virtual
Cartomancia
Novo Tarô
Biscoito da sorte
Realejo
Bola 8
Par perfeito
I-Ching
Runas
Vidente
Numerologia
Horóscopo
 
ENQUETE
Bárbara e Supla continuarão namorando após a saída da Casa?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
A atriz Franciely Freduzeski posou nua para uma revista. O marido, que primeiro incentivou a atitude, decidiu se separar dela depois das fotos. O que você acha desta atitude?
 
CHAT
Nome (até 20 caracteres):
Escolha uma sala
 
 

| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ISTOÉ DIGITAL |
EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1996/2001 Editora Três