Clique para ver a capa ampliada
EDIÇÃO 122
 CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 BATE PAPO
 GALERIA DE FOTOS
 JOGOS E TESTES
 MULTIMÍDIA
 QUIZ
 SEÇÕES
 ACONTECEU
 BASTIDORES
 CELEBRIDADE
 DIVERSÃO & ARTE
 ENTREVISTA
 ESTILO
 EXCLUSIVAS
 IMAGENS DA SEMANA
 INTERNET
 MODA
 MUNDO
 QUEM SOU EU?
 REPORTAGENS
 URGENTE
 SERVIÇOS
 ASSINATURAS
 ASSINE NEWSLETTER
 EDIÇÕES ANTERIORES
 ESPECIAIS
 EXPEDIENTE
 FALE CONOSCO
 PUBLICIDADE
 BUSCA

 

 

03/12/2001

ENSAIO

Daniella Cicarelli
Mineira de 22 anos, a modelo que foi namorada de João Paulo Diniz trocou beijos com Gianecchini na novela
das sete

Edwin Paladino

A modelo mineira Daniella Cicarelli, de 22 anos, seduziu o público masculino ao protagonizar a campanha do refrigerante Pepsi, no início do ano. No filme, ela rouba uma gota da bebida da boca de um adolescente, numa praia lotada, com um caloroso beijo. Lançada à condição de celebridade desde então, Daniella teve de se acostumar com as cantadas. Certa vez, um homem a parou na rua, em São Paulo, e disse que não se importava de tomar o refrigerante e ficar gordo só para beijá-la. “Sempre levei tudo na esportiva”, diz ela, que já estampou a capa de 30 revistas no Brasil e participou de mais de 30 campanhas publicitárias, incluindo um editorial na cultuada Sport Ilustrated. Ela é a The Girl do Portal Terra deste mês. “Ela fala com os olhos. É uma garota iluminada e se destaca das outras modelos por ter personalidade e ser muito sexy”, diz Angelo Nunes, agente da modelo na agência Next.

No trabalho, porém, Daniella não se limita às sessões fotográficas, passarelas, publicidade na tevê e eventos de moda. A bela, agora, pensa em investir na carreira de atriz, depois que atuou na novela da Globo As Filhas da Mãe. Na trama, ganhou uma personagem invejada por milhares de brasileiras: namorada do galã Reynaldo Gianecchini. A performance da modelo agradou tanto que sua participação, a princípio limitada a cinco capítulos, cresceu para 40. “Foi uma honra trabalhar com o Gianecchini e com todos os atores da novela”, diz. Ano que vem ela freqüentará um curso de teatro.

Apesar de os beijos em Gianecchini soarem calorosos, Daniella garante que tudo não foi além do beijo técnico e jura que nem de longe pensou em tirar uma casquinha da situação. “Não tinha nada de língua, nem sentimento. Ele é um homem casado e eu respeito. Mas se fosse solteiro e eu estivesse interessada, eu o chamaria para jantar”, entrega-se.

Daniella diz estar conhecendo uma pessoa, mas não revela o nome do novo namorado. O relacionamento mais famoso da modelo foi com o herdeiro do grupo Pão de Açúcar, João Paulo Diniz. Ano passado, o romance dos dois foi noticiado à exaustão. Do ex-namorado, Daniella não gosta muito de falar. Mas lembra do acidente de helicóptero sofrido por João Paulo, em agosto passado, na praia de Maresias, litoral norte de São Paulo, que vitimou a modelo Fernanda Vogel, namorada do empresário. “Fiquei muito abalada com a história porque ele foi uma pessoa muito próxima”, resume ela, que se diz freqüentadora da praia onde ocorreu o acidente.

É em Maresias que Daniella mantém o bronze. Lá, a modelo atrai os olhares dos surfistas sem fazer muita força, mas também joga com a sedução. Certa vez, interessou-se por um homem de braço engessado que estava deitado na areia. Acompanhada de um grupo de amigos, Daniella passou a tarde o seduzindo apenas com o olhar. “Sempre tive fetiche por homem de braço quebrado. Não é engraçado?”, diverte-se. “Tenho vontade de dar carinho, comida e ajudar a vestir a roupa.” Sem resposta do pretendente, resolveu deixar a praia, não sem antes dar a última cartada: “Olhei com aquela cara de ‘você não sabe o que está perdendo’, mas acho que ele não acreditou”.

O par de olhos azuis não é sua única arma de sedução. O corpo de 1,79 m e 62 quilos é mantido com natação, musculação, corrida e boxe. Ela é obcecada por malhação e acredita que suas curvas sejam um diferencial. “Não faço o estilo branquela e magricela”, diz ela, que sonhava em ser delegada de polícia na infância, quando ainda morava em Belo Horizonte. “Até hoje vou direto nas páginas policiais dos jornais”, diverte-se.

próxima >>

Comente esta matéria
 



Altar Virtual
Cartomancia
Novo Tarô
Biscoito da sorte
Realejo
Bola 8
Par perfeito
I-Ching
Runas
Vidente
Numerologia
Horóscopo
 
ENQUETE
Após perder o comando das manhãs globais em que emissora você acha que Angélica deve trabalhar?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
O ex-jogador Sócrates defende que o futebol seja jogado com 9 e não com 11 jogadores de cada lado. Para ele isso exige mais criatividade nas jogadas e melhora o jogo. O que você pensa disso?
 
CHAT
Nome (até 20 caracteres):
Escolha uma sala
 
 

| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ISTOÉ DIGITAL |
EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1996/2001 Editora Três