Clique para ver a capa ampliada
EDIÇÃO 122
 CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 BATE PAPO
 GALERIA DE FOTOS
 JOGOS E TESTES
 MULTIMÍDIA
 QUIZ
 SEÇÕES
 ACONTECEU
 BASTIDORES
 CELEBRIDADE
 DIVERSÃO & ARTE
 ENTREVISTA
 ESTILO
 EXCLUSIVAS
 IMAGENS DA SEMANA
 INTERNET
 MODA
 MUNDO
 QUEM SOU EU?
 REPORTAGENS
 URGENTE
 SERVIÇOS
 ASSINATURAS
 ASSINE NEWSLETTER
 EDIÇÕES ANTERIORES
 ESPECIAIS
 EXPEDIENTE
 FALE CONOSCO
 PUBLICIDADE
 BUSCA

 

 

03/12/2001

ESPECIAL

Eles fazem a nova Record
A emissora se profissionaliza, contrata elenco de
estrelas, entra nos Estados Unidos e com três estréias
em menos de um mês quer brigar por audiência sem
deixar de ser um canal família

Adriane
Galisteu
Amaury Jr. Milton
Neves
Eliana Netinho Claudete
Troiano
José Luiz
Datena
Mona
Dorf
Boris
Casoy
Gilberto
Barros
Raul
Gil
Otaviano
Costa

Daniela Mendes, Colaborou Juliana Lopes

Quem passou os últimos tempos longe do Brasil e sintonizou na Record em novembro, se deparou com uma série de novidades: três programas novos em menos de 30 dias – o Domínio Público, uma atração para adolescentes comandada por Otaviano Costa, o colunismo social eletrônico de Amaury Jr. e o programa esportivo de Milton Neves, com estréia marcada para o próximo dia 2 de dezembro. Além disso, houve o lançamento da Record Internacional, com a programação transmitida para os Estados Unidos e parte do Canadá e uma polida geral no visual, com vinhetas novas, chamadas mais arrojadas, cenários diferentes para programas antigos e até um novo logo, no qual reluz o prateado.

O maior Ibope da emissora é de Raul Gil, com 16 pontos

A Record está em plena efervescência. As novas contratações ampliaram o elenco de astros da emissora, no qual brilham, entre outros, o jornalista Boris Casoy, a apresentadora Eliana e o pagodeiro Netinho. Rostos consagrados são a faceta mais visível de uma operação para ampliar o poder de fogo da Record e torná-la competitiva no mercado de televisão aberta. “Estamos no jogo para valer”, afirma Roberto Franco, 39 anos, vice-presidente da emissora. “O bispo Edir Macedo (dono da Record) já deixou muito claro que o objetivo é brigar pelo primeiro lugar”, diz Luís Cláudio Costa, 34 anos, diretor de Programação e único pastor da Igreja Universal do Reino de Deus nas diretorias estratégicas da emissora.

O que se vê nas telas é o resultado da profissionalização da empresa, que quer estar cada vez mais distante da imagem de “tevê do bispo” pela qual ficou marcada, desde que Edir Macedo, fundador da igreja, a comprou. Nos primeiros cinco anos, os investimentos concentraram-se no crescimento da rede. Em 1989, havia apenas três emissoras. Hoje, são 64 afiliadas e mais de 3.800 retransmissoras. Com maior poder de difusão, investiu em infra-estrutura e equipamentos. O reforço na equipe começou em 1997, com a contratação de Boris Casoy e Eliana, oriundos do SBT, e se consolidou este ano. Hoje, 80% da programação da Record é ao vivo e o faturamento previsto da emissora é de R$ 300 milhões, 15% a mais que 2000.

A emissora registra em média 5 pontos de audiência
80% da programação é ao vivo

A grande virada começou em setembro de 2000, quando após cinco anos na emissora, Roberto Franco, um católico, assumiu a vice-presidência. Foram criadas três diretorias, de Estratégia e Novos Produtos, a de Programação e a Artística. Desde o ano passado, a diretoria de Novos Negócios está a cargo do publicitário Marcus Vinícius Chisco, 27 anos. As últimas contratações de peso – Claudete Troiano, Adriane Galisteu, Netinho, Otaviano, Amaury Jr. – passaram por ele. Marcus tem planos ambiciosos e quer ver a emissora além das 20 polegadas da telinha. “Percebemos que temos um ótimo casting e que era hora de colocá-los sob este grande guarda-chuva que é a Record”, diz ele.

Cifras da Record
O faturamento cresceu nos últimos cinco anos
1997 R$ 70 milhões
1998 R$ 110 milhões
1999 R$ 200 milhões
2000 R$ 260 milhões

2001

R$ 300 milhões (previsão)

 

próxima>>

Comente esta matéria
 



Altar Virtual
Cartomancia
Novo Tarô
Biscoito da sorte
Realejo
Bola 8
Par perfeito
I-Ching
Runas
Vidente
Numerologia
Horóscopo
 
ENQUETE
Após perder o comando das manhãs globais em que emissora você acha que Angélica deve trabalhar?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
O ex-jogador Sócrates defende que o futebol seja jogado com 9 e não com 11 jogadores de cada lado. Para ele isso exige mais criatividade nas jogadas e melhora o jogo. O que você pensa disso?
 
CHAT
Nome (até 20 caracteres):
Escolha uma sala
 
 

| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ISTOÉ DIGITAL |
EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1996/2001 Editora Três