Clique para ver a capa ampliada
EDIÇÃO 122
 CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 BATE PAPO
 GALERIA DE FOTOS
 JOGOS E TESTES
 MULTIMÍDIA
 QUIZ
 SEÇÕES
 ACONTECEU
 BASTIDORES
 CELEBRIDADE
 DIVERSÃO & ARTE
 ENTREVISTA
 ESTILO
 EXCLUSIVAS
 IMAGENS DA SEMANA
 INTERNET
 MODA
 MUNDO
 QUEM SOU EU?
 REPORTAGENS
 URGENTE
 SERVIÇOS
 ASSINATURAS
 ASSINE NEWSLETTER
 EDIÇÕES ANTERIORES
 ESPECIAIS
 EXPEDIENTE
 FALE CONOSCO
 PUBLICIDADE
 BUSCA

 

 

SÓCRATES

03/12/2001

“Pelé pensa primeiro no dinheiro”
O médico que brilhou na seleção critica o rei do futebol e defende, na universidade, tese de que os times deveriam ter nove e não onze jogadores

Cesar Guerrero

Edu Lopes

“Sou feio, mas já tive mais mulheres do que Raí. Ele é o genro que toda velha queria”, diz Sócrates

Magro, alto, polêmico e genial. Essas são as características que marcaram a passagem do médico Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira, o doutor Sócrates, ou simplesmente Magrão, pelo futebol brasileiro. Seu toque de bola refinado ajudou o Corinthians a conquistar três campeonatos estaduais. Na seleção brasileira, ao lado de Zico e Falcão, Sócrates encantou o mundo nas Copas de 1982 e de 1986. Em 1981, em plena ditadura militar, ele foi um dos líderes da “Democracia Corintiana”, um movimento de jogadores que opinava em todas as questões do clube paulista, e virou objeto de estudos em faculdades de sociologia. Hoje com 47 anos, o ex-jogador já não merece o apelido de Magrão, mas conserva a língua tão ágil quanto o calcanhar que desenhava passes de mágica no gramado do Pacaembu. Em uma entrevista de seis horas, ele contou à Gente os planos de entrar na política e falou sobre a tese de mestrado na qual defende a redução do número de jogadores nas partidas de futebol.

Você é um dos principais críticos da Confederação Brasileira de Futebol. O que quer alcançar?
O esporte é fundamental como exemplo. Se conseguirmos quebrar a corrupção no futebol, poderemos reduzi-la em outras áreas. Sou filiado ao PT e quero ser deputado federal. Não está nada certo mas devo sair candidato na próxima eleição. Mas não para fazer número. Quero encher o saco mesmo. Vou ficar uns seis meses estudando direito e o regimento interno da Câmara para ter uma boa atuação. E também não vou ser apenas um deputado do futebol. Acho linda a atitude do meu irmão (Raí, ex-jogador do São Paulo) de construir uma entidade beneficente como a Fundação Gol de Letra, mas acho que não é a solução. Se for eleito vou lutar para que este papel seja do Estado. Indiretamente vou lutar pelo fim de entidades como a do meu irmão.

Você já havia lançado sua candidatura à presidência da CBF. O que espera obter com isso?
Pelo estatuto da CBF só votam as federações e os presidentes dos grandes clubes. Justamente quem mete a mão no dinheiro. É um conluio. O mundo inteiro relaciona o Brasil ao futebol. E o esporte movimenta um volume equivalente a três vezes o nosso PIB. O Brasil fica com menos de 1% disso. Ora, não é possível que a gente não encontre uma fórmula que faça esse esporte dar lucro e gerar riqueza. O problema é que os caras roubam escancaradamente e ninguém investiga. Se você roubar você vai para a cadeia, mas os dirigentes de futebol não vão. O que eles fazem é diferente de administrar uma empresa em busca do lucro. Eles não têm risco nenhum. Se o investimento não der certo é o clube que paga o pato. Mas no bolso deles sempre entra grana. Só que agora estão indo tão longe que vão acabar destruindo o esporte. Eu não posso ser candidato por causa do estatuto da CBF. Então sou anticandidato. Meu objetivo é levantar a polêmica.

próxima >>

Comente esta matéria



Altar Virtual
Cartomancia
Novo Tarô
Biscoito da sorte
Realejo
Bola 8
Par perfeito
I-Ching
Runas
Vidente
Numerologia
Horóscopo
 
ENQUETE
Após perder o comando das manhãs globais em que emissora você acha que Angélica deve trabalhar?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
O ex-jogador Sócrates defende que o futebol seja jogado com 9 e não com 11 jogadores de cada lado. Para ele isso exige mais criatividade nas jogadas e melhora o jogo. O que você pensa disso?
 
CHAT
Nome (até 20 caracteres):
Escolha uma sala

 
 

| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ISTOÉ DIGITAL |
EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1996/2001 Editora Três