Clique para ver a capa ampliada
EDIÇÃO 104
 CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 BATE PAPO
 GALERIA DE FOTOS
 MULTIMÍDIA
 QUIZ
 SEÇÕES
 ACONTECEU
 AGITO
 BASTIDORES
 CELEBRIDADE
 DIVERSÃO & ARTE
 ENTREVISTA
 ESTILO
 EXCLUSIVAS
 IMAGENS DA SEMANA
 INTERNET
 MODA
 MUNDO
 QUEM SOU EU?
 REPORTAGENS
 URGENTE
 SERVIÇOS
 ASSINATURAS
 ASSINE NEWSLETTER
 EDIÇÕES ANTERIORES
 ESPECIAIS
 EXPEDIENTE
 FALE CONOSCO
 PUBLICIDADE
 BUSCA
 

 

30/07/2001

CAPA

LUCIANO HUCK
O salto do vencedor - CONTINUAÇÃO

“Deus foi muito justo comigo, no sentido de não deixar eu ficar rico cedo. Não é legal’’

Da estréia do Caldeirão, em abril de 2000 até o final do ano, ele perdeu mais do que ganhou de Raul Gil, seu concorrente. Foi um período de angústia. “Pensava: ‘Será que investiram no cara errado?’.” O quadro começou a ser revertido a partir da estréia do Caldeirão de Verão em dezembro passado. Desde então, só perdeu em 9 de junho, quando Raul Gil recebeu o ex-senador Antônio Carlos Magalhães, que havia renunciado ao cargo dias antes. Para coroar a boa fase, até o final do ano Huck licenciará produtos, como jogos, óculos de sol, material escolar e roupas, algo inédito em sua carreira. “Não fico um ano sem trabalhar, mas fico sem namorar. O meu tesão é fazer as coisas darem certo.”

Em poucas ocasiões Huck não fez vingar uma idéia. Uma dessas foi na adolescência, quando tentou convencer os diretores do colégio a construírem um campo de paint ball para os alunos e não obteve sucesso. Na época, aos 14 anos, o aprendiz de empreendedor já administrava a mesada que recebia do pai – equivalente hoje a R$ 400, calcula. “Não é pouco, mas não é R$ 1 mil. Era uma grana razoável para sair à noite e comprar roupa”, diz. “Como vivíamos a época da inflação, Luciano ainda negociava aumentos mensais comigo”, conta Marcelo.

“Não fico um ano sem trabalhar, mas fico sem namorar’’

Mesmo com a polpuda mesada, Huck vendia camisetas no colégio com uma amiga. “Era uma brincadeira de moleque”, diz. Embora não dê tanta importância, foi nessa fase – que durou apenas duas semanas – que o tino para os negócios aflorou. “Ele passou a inventar coisas que pudessem suprir a mesada”, conta seu pai, Marcelo. Assim como a amiga que o colocou no “negócio das camisetas”, os amigos do apresentador são um dos pilares que dão sustentação aos seus empreendimentos.

Todas as pessoas com quem Huck fez ou mantém negócios são amigos de longa data, nos quais ele confia. “Não perco 1% do meu tempo com os negócios fora da área de comunicação”, explica. “Restaurante, casa noturna e incorporadora não gerencio. Simplesmente confio nas pessoas.” O pai do apresentador tem uma visão curiosa sobre esse comportamento. “Luciano tem um patrimônio inestimável, que é ter amigos em diferentes áreas. Não há uma estratégia e sim uma logística que o faz acumular bens. Ele sempre viveu cercado de boas amizades. Essas pessoas têm prazer em tê-lo como amigo e o convidam para os negócios.”

<< anterior | próxima >>

Comente esta matéria
 
PAR PERFEITO
I-CHING
RUNAS
VIDENTE
NUMEROLOGIA
TARÔ ONLINE
HORÓSCOPO
 
ENQUETE
Luciano Huck dá o caminho das pedras para o sucesso. E você, o que acha que é preciso para ter sucesso?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
Previsto para estrear em outubro, o novo Sítio do Pica Pau Amarelo terá como Emília uma menina de sete anos que afirma que "boneca nunca é adulto". O que você espera do novo Sítio?
 
CHAT
Nome (até 20 caracteres):
Escolha uma sala

| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ÁGUA NA BOCA | ISTOÉ DIGITAL |
EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE |
© Copyright 1996/2001 Editora Três