CANAIS
 COMPORTAMENTO
 POLÍTICA
 JORNALISMO
 LITERATURA
 MODA
 NEGÓCIOS
 AVENTURA
 TELEVISÃO
 CINEMA
 TEATRO
 MÚSICA
 DANÇA
 ARTES PLÁSTICAS
 ESPORTE
 RELIGIÃO
 EDUCAÇÃO
 CIÊNCIAS
 
 CAPA DA GENTE

Esther
de Figueiredo Ferraz

A primeira ministra do Brasil

(1915 • 1982)

Foi brincando com as letras e palavras de jornal que a pequena Esther foi alfabetizada, aos 5 anos. Tempos depois, já como educadora, marcou sua trajetória profissional pelo pioneirismo. Professora de português, francês, latim e matemática em várias escolas de ensino básico e médio, formada em Direito e licenciada em Filosofia, ela tornou-se a primeira mulher a ocupar o cargo de reitora de uma universidade brasileira, a Mackenzie, em 1965. Em 1971, assumiu a Secretaria Estadual de Educação de São Paulo. E, anos depois, foi a primeira mulher a assumir um ministério no Brasil: o da Educação e Cultura, durante o governo do presidente João Baptista Figueiredo, entre 1982 e 1985. Ao longo de sua carreira, ela também exerceu vários cargos técnicos e administrativos na área educacional. Nascida em uma época em que havia forte pressão social para que a mulher casasse e tivesse filhos, Esther preferiu ficar solteira. “Foi uma opção pela carreira”, conta ela, ativa e lépida aos 85 anos. Membro da Academia Paulista de Letras, ela trabalha dia- riamente em seu escritório de advocacia, em São Paulo.

 
© Copyright 1996/2000 Editora Três