CANAIS
 COMPORTAMENTO
 POLÍTICA
 JORNALISMO
 LITERATURA
 MODA
 NEGÓCIOS
 AVENTURA
 TELEVISÃO
 CINEMA
 TEATRO
 MÚSICA
 DANÇA
 ARTES PLÁSTICAS
 ESPORTE
 RELIGIÃO
 EDUCAÇÃO
 CIÊNCIAS
 
 CAPA DA GENTE

Chiquinha
Gonzaga

A primeira grande compositora brasileira

(1847•1935)

Francisca Neves Gonzaga revolucionou não só a música popular, mas os costumes de seu tempo. Chiquinha tinha apenas 16 anos quando foi obrigada a se casar com Jacinto do Amaral, com quem teve três filhos. Um dia decidiu sair de casa, levando apenas o filho mais velho. Pouco tempo depois, casou-se com o engenheiro João Batista de Carvalho, pai de sua filha, Alice. Separou-se ao flagrá-lo com outra mulher e passou a dar aulas de piano para sobreviver, além de tocar em bailes e teatros. Em 1885, Chiquinha estreou como a primeira maestrina do Brasil, com a opereta A Corte na Roça. A partir daí, conseguiu o impensável para uma mulher de sua época: fazer sucesso e sobreviver da música. Não foi apenas compositora, maestrina e pianista. Ela participou dos movimentos abolicionista e republicano. Aos 52 anos, apaixonou-se por João Laje, músico português de apenas 16 anos. Para evitar novos escândalos, apresentou-o à sociedade como seu filho. Eles viveram juntos por 33 anos, até a morte da compositora, aos 87 anos.

 
© Copyright 1996/2000 Editora Três