CANAIS
 COMPORTAMENTO
 POLÍTICA
 JORNALISMO
 LITERATURA
 MODA
 NEGÓCIOS
 AVENTURA
 TELEVISÃO
 CINEMA
 TEATRO
 MÚSICA
 DANÇA
 ARTES PLÁSTICAS
 ESPORTE
 RELIGIÃO
 EDUCAÇÃO
 CIÊNCIAS
 
 CAPA DA GENTE

Maria
Callas

A grega que ensinou os italianos a cantar

(1923•1977)

Ela é a única soprano que virou símbolo da cultura pop. Idolatrada não só pelo seu talento vocal, que a alçou à categoria de diva das divas, mas também por sua personalidade extravagante, Maria Callas jurou para si mesma, aos 15 anos, que teria a melhor voz do mundo. Ela conseguiu. Com o marido e empresário, Giovanni Meneguini, transformou-se na mulher glamourosa, 30 quilos mais magra. O nome Callas também foi invenção dele: trata-se de um anagrama do famoso Scala de Milão, teatro onde ela iria brilhar por dez anos, em óperas dirigidas por Luchino Visconti. Atormentada por paixões mal resolvidas, como o caso com o armador Aristóteles Onassis, que a deixou para se casar com Jacqueline Kennedy, a soprano parou de cantar e se limitou a dar aulas em Nova York.

 
© Copyright 1996/2000 Editora Três