CANAIS
 COMPORTAMENTO
 POLÍTICA
 JORNALISMO
 LITERATURA
 MODA
 NEGÓCIOS
 AVENTURA
 TELEVISÃO
 CINEMA
 TEATRO
 MÚSICA
 DANÇA
 ARTES PLÁSTICAS
 ESPORTE
 RELIGIÃO
 EDUCAÇÃO
 CIÊNCIAS
 
 CAPA DA GENTE

Bidu
Sayão

A mais famosa cantora lírica brasileira

(1906•1999)

Reinventora do bel-canto. Foi assim que o jornal New York Herald referiu-se a Bidu Sayão, em 1924, após sua apresentação em Paris. Sem ter uma voz potente, ela possuía timbre nítido e uma pronúncia clara. A carioca Balduína de Oliveira Sayão começou a treinar a voz tocando clássicos ao piano. Aos 16 anos, Bidu mudou-se para Nice, na França, para continuar seus estudos. Aos 24, passou a integrar a Orquestra Filarmônica de Nova York. Em 1938, ela apresentou-se na Casa Branca, como convidada do presidente norte-americano Franklin Delano Roosevelt. Em 1958, a pedido do compositor Heitor Villa-Lobos, gravou A Floresta Amazônica, no Carnegie Hall de Nova York. Neste mesmo ano, porém, e no auge de sua carreira, a cantora resolveu afastar-se dos palcos. Morreu aos 92 anos nos Estados Unidos.

 
© Copyright 1996/2000 Editora Três