CANAIS
 COMPORTAMENTO
 POLÍTICA
 JORNALISMO
 LITERATURA
 MODA
 NEGÓCIOS
 AVENTURA
 TELEVISÃO
 CINEMA
 TEATRO
 MÚSICA
 DANÇA
 ARTES PLÁSTICAS
 ESPORTE
 RELIGIÃO
 EDUCAÇÃO
 CIÊNCIAS
 
 CAPA DA GENTE

Zuzu
Angel

A estilista que foi vítima da ditadura

(1921•1976)

Durante os anos 60, a mineira de Curvelo Zuleika Angel Jones fez sucesso no exterior com suas criações, vendidas em lojas de departamentos dos Estados Unidos, como a Bloomingdale’s, enquanto estrelas como Liza Minelli, Joan Crawford e Kim Novak compareciam a seu ateliê, no Rio, para encomendar vestidos. Mas foi fora do cenário da moda que Zuzu Angel marcou sua vida. Ela foi uma heroína da recente história do Brasil, ao travar uma incansável luta em busca do filho, Stuart Angel Jones, desaparecido nos porões da ditadura. Militante político, ele foi preso e torturado até a morte na Base Aérea do Galeão, em maio de 1971. Zuzu lutou para reaver o corpo do filho. Em 1971, lançou sua moda protesto, com soldados e tanques desenhados nos vestidos. Anos depois, entregou ao secretário de Estado dos Estados Unidos Henry Kissinger um dossiê sobre o caso, ressaltando que Stuart era filho de um norte-americano. Em abril de 1976, a estilista morreu num acidente de carro. Segundo a versão oficial, ela teria dormido ao volante. Há poucos anos, foi confirmado o que já se sabia: Zuzu morreu num acidente forjado por agentes dos órgãos de repressão política.

 
© Copyright 1996/2000 Editora Três