CANAIS
 COMPORTAMENTO
 POLÍTICA
 JORNALISMO
 LITERATURA
 MODA
 NEGÓCIOS
 AVENTURA
 TELEVISÃO
 CINEMA
 TEATRO
 MÚSICA
 DANÇA
 ARTES PLÁSTICAS
 ESPORTE
 RELIGIÃO
 EDUCAÇÃO
 CIÊNCIAS
 
 CAPA DA GENTE

Martina
Navratilova

A maior tenista de todos os tempos

(1956)

Nascida na Tchecoslováquia e naturalizada americana em 1981, Martina Navratilova ganhou projeção mundial quando a equipe do país onde nasceu venceu a Federation Cup, uma das principais provas do esporte, em 1975. Quatro anos depois, foi campeã em Wimbledom e, a partir de então, manteve uma das mais longevas e vitoriosas carreiras da história do tênis – em 1982, quando ganhou 90 das 93 partidas que disputou, e, dois anos depois, faturou o Grand Slam, que reúne os quatro principais torneios do mundo. Em 1992, já acumulava mais prêmios que qualquer outro tenista na história – homem ou mulher. Martina abandonou as quadras em 1994, com 1.438 vitórias – mais que uma grande campeã, ela transformou-se, com o tempo, numa embaixadora do tênis, que estimulou toda uma geração de novas esportistas. Reservada na vida pessoal, Martina não escondeu sua condição de homossexual e assumiu publicamente seus romances com mulheres. Dentro e fora das quadras, ela firmou-se também como um símbolo de resistência ao preconceito e à segregação.

 
© Copyright 1996/2000 Editora Três