CANAIS
 COMPORTAMENTO
 POLÍTICA
 JORNALISMO
 LITERATURA
 MODA
 NEGÓCIOS
 AVENTURA
 TELEVISÃO
 CINEMA
 TEATRO
 MÚSICA
 DANÇA
 ARTES PLÁSTICAS
 ESPORTE
 RELIGIÃO
 EDUCAÇÃO
 CIÊNCIAS
 
 CAPA DA GENTE

Luz Del
Fuego

A pioneira do nudismo no Brasil

(1917 • 1967)

Uma bailarina com um casal de jibóias enrolado em seu corpo foi a grande atração de um circo carioca, em 1944. Era a estréia na vida artística de Luz Divina, pseudônimo de Dora Vivacqua. Três anos mais tarde, a vedete passaria a se chamar Luz del Fuego, nome tirado de um batom usado por Carmen Miranda. Luz prezava a liberdade do corpo e da expressão. Gostava de andar seminua e levantava bandeiras inexistentes na época, como a da ecologia e a do naturismo. Em 1950, ela abriu no Rio a primeira colônia nudista do País, a Ilha do Sol. Ela também escreveu dois livros: Trágico Black-out, de 1947, e Verdade Nua, lançado em 1950 e apreendido pelas autoridades, por falar do naturismo. Para Margarida Vivacqua Campos, irmã de Luz, ela esteve muito à frente de seu tempo. “Enfrentou preconceitos a vida toda”, lembra.

 
© Copyright 1996/2000 Editora Três