Clique para ver a capa ampliada
EDIÇÃO 100
 CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 BATE PAPO
 GALERIA DE FOTOS
 MULTIMÍDIA
 QUIZ
 SEÇÕES
 ACONTECEU
 AGITO
 BASTIDORES
 CELEBRIDADE
 DIVERSÃO & ARTE
 ENTREVISTA
 ESTILO
 EXCLUSIVAS
 IMAGENS DA SEMANA
 INTERNET
 MODA
 MUNDO
 QUEM SOU EU?
 REPORTAGENS
 URGENTE
 SERVIÇOS
 ASSINATURAS
 ASSINE NEWSLETTER
 EDIÇÕES ANTERIORES
 ESPECIAIS
 EXPEDIENTE
 FALE CONOSCO
 PUBLICIDADE
 BUSCA
 

 

09/07/2001


ESPECIAL RANKING

AS MODELOS
MAIS BEM PAGAS
DO BRASIL

Elas chegaram ao topo depois do fenômeno Gisele Bündchen, a hors concours. Fernanda Tavares, que ganhou US$ 3,8 milhões só no ano passado, lidera o ranking, seguida de Caroline Ribeiro, com US$ 3,3 milhões, e Ana Claudia Michels, com US$ 1,5 milhão

Rodrigo Cardoso

Se há uma palavra capaz de causar reações antagônicas em uma modelo é dinheiro. Elas suam a camisa para faturar cada vez mais alto e valorizar cada entrada na passarela. Mas são econômicas – e algumas perdem o humor – ao comentar cifras e cifrões. O famoso “sobre isso não falo” se tornou um bordão para dez entre dez top-models. O discurso faz parte do negócio, que hoje movimenta US$ 1 bilhão por ano no mundo, somente entre as agências de modelo.

A participação do Brasil neste mercado tornou-se importante depois que, em 1999, uma gaúcha de Horizontina foi eleita a melhor modelo do planeta, pela revista Vogue americana, bíblia da moda internacional. Gisele Bündchen, 20 anos, atraiu os holofotes para as brasileiras que foram a sensação das passarelas em 2000. “Não há dez modelos belgas, não houve dez russas ou dez americanas fazendo sucesso”, diz Paulo Borges, organizador do São Paulo Fashion Week, o evento de moda mais importante do País que começa na quarta-feira 27. “Mas houve dez modelos brasileiras que deram as cartas ano passado.”

Gisele, hoje uma celebridade mundial, lucrou muito por ser a primeira a chegar no topo. No quesito dinheiro, a top é hors concours: estima-se que tenha faturado US$ 8 milhões no ano passado. “Gisele fechou o melhor contrato da história”, gaba-se Mônica Monteiro, empresária da modelo, referindo-se à campanha da Victoria’s Secret, grife de lingerie, que vai desembolsar US$ 25 milhões em cinco anos de contrato.

Além de Gisele, Gente apurou que outras quatro brasileiras atingiram a casa do milhão de dólares de rendimentos no ano passado. Por dois meses, a revista ouviu donos de agências de modelo, empresários de grifes famosas, bookers (agentes que cuidam da negociação dos trabalhos das modelos), estilistas, fotógrafos e produtores de desfiles. Levantou os trabalhos mais rentáveis – desfiles, campanhas e catálogos de moda – realizados pelas principais modelos no ano passado, teve acesso a contratos. Assim, chegou ao ranking das dez modelos brasileiras mais bem pagas em 2000.

Hors concours
Gisele Bündchen 8 milhões(*)

CLIQUE NAS MODELOS PARA LER O TEXTO
Fernanda Tavares 3,8 milhões Isabeli Fontana 700 mil
Caroline Ribeiro 3,3 milhões Luciana Curtis 600 mil
Ana Claudia Michels 1,5 milhões Ana Hickmann 550 mil
Adriana Lima 1 milhão Alessandra Ambrósio 400 mil
Shirley Mallmann 900 mil 10º Raica Oliveira 300 mil
* Valores em dólares relativos ao ano 2000

Comente esta matéria
 
PAR PERFEITO
I-CHING
RUNAS
VIDENTE
NUMEROLOGIA
TARÔ ONLINE
HORÓSCOPO
 
ENQUETE
A Gente conferiu o ranking das modelos brasileiras mais bem pagas. Sendo a Gisele Bündchen a hors concours, qual das modelos você considera mais bonita?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
Embora tenha planejado a gravidez, Gugu diz que não pretende se casar com a mãe de seu filho, Rose. O que você pensa desse tipo de relação?
 
CHAT
Nome (até 20 caracteres):
Escolha uma sala

| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ÁGUA NA BOCA | ISTOÉ DIGITAL |
EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE |
© Copyright 1996/2001 Editora Três