Clique para ver a capa ampliada
EDIÇÃO 100
 CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 BATE PAPO
 GALERIA DE FOTOS
 MULTIMÍDIA
 QUIZ
 SEÇÕES
 ACONTECEU
 AGITO
 BASTIDORES
 CELEBRIDADE
 DIVERSÃO & ARTE
 ENTREVISTA
 ESTILO
 EXCLUSIVAS
 IMAGENS DA SEMANA
 INTERNET
 MODA
 MUNDO
 QUEM SOU EU?
 REPORTAGENS
 URGENTE
 SERVIÇOS
 ASSINATURAS
 ASSINE NEWSLETTER
 EDIÇÕES ANTERIORES
 ESPECIAIS
 EXPEDIENTE
 FALE CONOSCO
 PUBLICIDADE
 BUSCA
 

 

AÇÃO

09/07/2001

Brother
Takeshi Kitano dá um tempo na comédia e volta,
violento, ao mundo dos gângsteres

Mariane Morisawa

Divulgação

Takeshi Kitano fala pouco em sua estréia fora do Japão

Depois de dar um refresco com o delicado Verão Feliz (1999), Takeshi Kitano retorna com força total ao seu território mais famoso, os filmes de gângster, do qual saiu o ótimo Hana Bi – Fogos de Artifício, premiado no Festival de Veneza. Em Brother – A Máfia Japonesa Yakuza em Los Angeles (tente decorar isso), como o revelador subtítulo brasileiro diz, se passa na cidade americana, na primeira incursão do diretor nipônico no Ocidente.

Também ator no filme – assinando, como de praxe, Beat Takeshi –, o cineasta interpreta Yamamoto, um membro da yakuza obrigado a deixar o Japão. Vai para os Estados Unidos, onde mora o irmão mais novo, um pequeno traficante. Na América, ele está fora de seu hábitat e quase não fala – na verdade, nos primeiros vinte minutos, deve pronunciar duas ou três frases. Assim como o personagem, Kitano também não sabe inglês – isso aparece na direção de atores, que permite improvisação. Quando Yamamoto, chamado de Aniki, ou irmão, pelos companheiros, consegue transformar sua gangue multiétnica em uma família mafiosa, consolidando amizades, principalmente com Denny (Omar Epps), ele volta a se sentir confortável, até que a tragédia aconteça.

Como sempre, Kitano aposta na violência estilizada e, muitas vezes, explícita – fique longe se tiver estômago fraco, porque dedos são cortados, e vísceras, mostradas. Mas existem cenas até engraçadas, como a da briga pela bola de basquete. Afinal, na televisão, Beat Takeshi é conhecido pelos papéis cômicos. Japonês para americano ver

PAR PERFEITO
I-CHING
RUNAS
VIDENTE
NUMEROLOGIA
TARÔ ONLINE
HORÓSCOPO
 
ENQUETE
A Gente conferiu o ranking das modelos brasileiras mais bem pagas. Sendo a Gisele Bündchen a hors concours, qual das modelos você considera mais bonita?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
Embora tenha planejado a gravidez, Gugu diz que não pretende se casar com a mãe de seu filho, Rose. O que você pensa desse tipo de relação?
 
CHAT
Nome (até 20 caracteres):
Escolha uma sala

| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ÁGUA NA BOCA | ISTOÉ DIGITAL |
EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE |
© Copyright 1996/2001 Editora Três