13 de setembro de 1999
Escolha sua capa
Home
Semana
Diversão e Arte
Outras Edições
Fale Conosco
Assine
Busca

Leia também:

Televisão

Mulheres
Muppet Show
Circular


Cinema

Criminosos por Acaso
Sexo em Veneza
Noiva em Fuga
A Filha do General


Música

Olhos de Farol
De Olhos Bem Fechados
Djavan ao Vivo
Spirit of Music


Teatro

Corpos que falam
Nostradamus


Livros

Entrevistas sobre o Fim dos Tempos
Futebol para todos os gostos
Vissi D'Arte


Internet

Celebridades Virtuais
Tudo no Ar


Exposição

Madame Yevonde
Mostra Rio Gravura

 


Variedades

Mulheres
Um dos mais antigos programas femininos muda a receita e melhora a audiência

Lilian Amarante

Você acharia absurdo um homem fantasiado de macaco, numa cozinha enjaulada, ensinar receitas com banana? A culinária eletrônica - assunto favorito das donas de casa - já não é mais a mesma, pelo menos num dos mais antigos programas femininos da tevê, o Mulheres, apresentado por Claudete Troiano na Rede Gazeta. Nele, o humor virou o fermento que faz a audiência crescer.

Na cozinha do programa, Palmira Onofre é a única a defender o formato feijão com arroz. Seu colega Zé Fofinho, um mestre-cuca de 180 kg, só dá receitas de peso para quem não se importa com ele. Que tal um sanduíche de seis andares, frios em excesso, 500g de mussarela e uma dúzia de tomates? Mas o prato principal é um mascarado: Mister W, um Mister M tupiniquim que, em vez de infernizar os mágicos, se concentra nos segredos da culinária industrial. Fantasiado, sob fumaça e focos de luz, ele entra na cozinha para contar como são feitos os produtos dos supermercados: molho inglês, mostarda ou o iogurte Danoninho (“O Danoninho do Mister W custa menos que um bifinho”). O Mister W, na verdade um ex-engenheiro químico da indústria alimentícia, já contou até como são feitos os hambúrgueres do McDonald’s e o molho especial do Big Mac. É claro que a empresa não gostou e retirou a publicidade do canal, mas o mascarado, a exemplo do Mister M original, promete revelar o segredo do rocambole Pullman e continuar fazendo barulho.

Mister W entrou no programa em julho, numa grande reformulação do Mulheres, que ganhou humor e novos colaboradores - o fofoqueiro Leão Lobo é um deles - e acertou na receita. A audiência passou de um a dois pontos para variações de três a sete. O público permanece o mesmo - donas de casa e aposentados -, mas as tardes da Gazeta estão mais engraçadas que nunca.

Mulheres
CNT/Gazeta (Segunda a sexta, 14h)