23 de agosto de 1999

Leia também:

Televisão
Su-real
Futurama
Programaço

Cinema
Por Trás do Pano
Futurama
De Volta para o Presente

Música

Ivete Sangalo
CD
Sucesso a galope


Exposições

Eu, Getúlio
Coleção Gelman de Arte Mexicana


Teatro

Shopping and Fucking


Livros

Uma Certa Justiça
Konfidenz


Internet

Viaje na Viagem
Profissionais do Cartum


Ivete Sangalo

Por Gabriela Mellão

Ivete Sangalo inaugura carreira solo, mas não está sozinha. A grande surpresa de seu disco de estréia é a presença de nomes consagrados da MPB, ampliando os limites da axé music. Ed Motta está em "Medo de Amar", música da própria Ivete, que se arrisca como compositora também na dançante e tribal "Canibal". Carlinhos Brown, Luiz Caldas, João Bosco e Herbert Vianna enriquecem o time de compositores. César Camargo Mariano entra com seus dotes de arranjador musical. Faz uma palhinha nos teclados, impõe seu próprio estilo e apresenta Ivete como uma cantora versátil, com talento para experimentar o pop e a MPB. Pena que Ivete não se entusiasme tanto. "Não agüentaria fazer um disco inteiro de músicas lentas de MPB", diz ela. A tentativa de superar as expectativas da mudança de rumos está traduzida nas participações especiais e também na variação dos estilos musicais. O axé de Ivete Sangalo funde elementos de reggae, forró, samba, maracatu, baião, samba, pop e até eletrônico. "Eu não quis seguir uma linha, o disco está muito parecido comigo. Sou geminiana e tenho vários estilos de viver. Hoje estou sensual, amanhã mais moleca...", diz. O grande desafio, agora, é manter na carreira solo a mesma popularidade dos tempos da Banda Eva. "Dei tudo de mim. Se estiver ruim, é sinal de que não mereço ser uma artista." Modéstia dela. Axé bem acompanhado

 

Mini Entrevista

A mudança para a carreira solo foi difícil?
Achei que teria mais dificuldade, mas foi instintivo. Fiz meu primeiro show com a tranqüilidade de já ter feito 300.

Você toma as decisões sozinha?
O produtor Alexandre Lins foi meu braço direito, me ajudando a definir as canções e o ritmo do disco.

Sua maior rival, hoje, é a Daniela Mercury?
Estamos ainda mais próximas. Ela abriu seu escritório e me mostrou como fazer tudo.

E projetos internacionais?
Todos. Quando chegar a hora, mando bomba.