Últimas     Notícias     Mundo     Brasil     Economia     Popular     Especiais     Esportes     Informática     Diversão

INDICADORES
» Cotação do dólar
» Outros indicadores
BOLSA DE VALORES
» Consulte uma cotação
» Outras bolsas
PREVISÃO DO TEMPO

» Imagem do satélite
SERVIÇOS
» Agenda
» Empregos
» Horóscopo
» Imposto de Renda
» Mapas
» Mega-Sena
» Finanças Pessoais
BUSCA
» Busca em notícias
» Busca na Internet

Padre-prefeito acusado de assassinato ganha habeas-corpus

Terça, 14 de agosto de 2001, 22h25
O Tribunal de Justiça do Paraná concedeu hoje habeas-corpus ao prefeito cassado de Mariluz, padre Adelino Gonçalves, que estava preso em Curitiba desde abril, acusado de mandar matar dois adversários políticos no interior do estado. A decisão do desembargador Campos Marques, que permitiu a soltura do padre, considera que não existe o "clamor público" para que ele permaneça detido.

Padre Adelino também foi beneficiado pelo trabalho de seus advogados, que conseguiram anular o depoimento de uma testemunha que havia dito que tinha sido visto conversando com matadores de aluguel.

No último dia 6, a Câmara de Vereadores de Mariluz cassou o mandato do padre, sob a alegação de compra de material sem licitação e sonegação fiscal.

Mesmo cassado, padre Adelino pretende provar sua inocência e retornar à prefeitura. Ele foi denunciado como mandante do assassinato do vice-prefeito Ayres Domingues e do presidente do PPS local, Carlos Alberto Carvalho, mortos no dia 28 de fevereiro. No interior ainda estão presos os ex-secretários municipais Élcio de Farias e Alexsandro do Nascimento, além do ex-sargento da PM José Lucas Gomes, que executou as vítimas.
JB Online

Volta

 
 

Copyright© 1996 - 2001 Terra Networks, S.A. Todos os direitos reservados. All rights reserved.